sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Assassinato em Kaifeck

Assisti Assassinato em Kaifeck (2009) de Esther Gronenborn no Max. A diretora é alemã. O filme é livremente baseado em um livro sobre assassinatos misteriosos em um aldeia em 1922, onde uma família inteira foi morta. Esses assassinatos nunca foram resolvidos e foram levados pela cidade como algo sobrenatural. Ficou um caso emblemático na Alemanha e levado ao imaginário popular. No filme criam uma solução para o mistério e gostei bastante da ficção que criaram para explicar esse caso. Começa com um pai e um filho indo para a cidade de Kaifeck. Ele é fotógrafo e tem um trabalho para fazer para um livro de um amigo. Não há hotel na cidade, mas um celeiro foi transformado em pousada. No início vemos em outra fotografia pessoas vestidas como antigamente mortos.

Ele começa então a ter pesadelos. Vai deitar sem roupa e acorda vestido e sujo. Começa então a tentar entender os sonhos e o que aconteceu. Parece mais um filme de paranormalidade. Gostei demais. Além de gostar do gênero gostei bastante da condução do roteiro. A fotografia também é excelente. Há uma certa sutilidade quando é passado e presente, no presente o tom é um pouco sépia, no passado um pouco acinzentado, mas muito bem realizado, as duas fotografias dão o clima de tensão.

Está muito bem o protagonista, Benno Fürmann, o filme é praticamente só com ele. O menino é interpretado por Henry Stange. A moça por Alexandra Maria Lara. Linda a atriz que faz a avó, Erni Mangold. Alguns outros do elenco são Monika Hansen e Waldemar Kobus

Beijos,
Pedrita

5 comentários:

  1. Afinal é uma historia verídica, mas sem solução? o roteirista então imagina e conclui porque houve assassinatos? Interessante!

    ResponderExcluir
  2. Não curto muito este tipo de filme, pois me dá medo.
    Big beijos
    Lulu on the Sky

    ResponderExcluir
  3. Fiquei bem curiosa, apesar de às vezes ter uma certa dificuldade em entender esse tipo de filme.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Pedrita,

    Eu gosto de filmes que tratam de crimes e de investigações que os esclareçam. Porém, quando a coisa começa a descambar para a paranormalidade eu já me desinteresso, rsrs.

    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Já vi que não faz meu estilo.
    Filmes policiais, de mistérios até me interessam.

    ResponderExcluir

Bons comentários!