quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Antonio Vieira: Do Tejo ao Amazonas

Fui ao concerto de lançamento do CD-Livro Antonio Vieira: Do Tejo ao Amazonas no MIS - Museu da Imagem e do Som. Que evento maravilhoso! Adoro esse espaço! Eu sou fã dos Sermões do Padre Antonio Vieira desde a adolescência quando vi um monólogo no teatro. Fiquei muito impactada. E fiquei muito emocionada em saber que fariam um projeto com esses sermões que ganharam narração, música eletroacústica, canto gregoriano, percussão e vozes. Foi maravilhoso! Emocionante!

O projeto iniciou há sete anos. A Flip convidou Anna Maria Kieffer para preparar um evento para Paraty. A proposta de gravar os sermões veio de Joaci Pereira Furtado. O patrocinador deu pra trás e o projeto foi transferido para uma apresentação no Pátio do Colégio. Imaginem o trabalhão para uma única apresentação e aproveitaram para gravar em estúdio. Anna Maria Kieffer trouxe inclusive um ator português, o Luís Lima Barreto para recitar. Esse ator é muito atuante no teatro e no cinema, esteve em vários filmes do Manoel de Barros, logo os filmes que ele atuou eu não vi, infelizmente. Atuou também em um filme da Maria de Medeiros que tentei até ver e não consegui e é membro do Teatro da Cornucópia em Portugal. Depois de anos a Anna Maria Kieffer conseguiu apoio para a finalizar do projeto. 

Crédito da foto: Chico Escher.

E ver ao vivo esse ator português também foi muito emocionante. Os sermões são muito atuais. Fiquei muito impactada sobre o do omisso. Antonio Vieira fala do mal que faz o omisso, e como sei disso. Aquele que não se posiciona, que não vê, não protege. Belíssimo texto!

Trecho do sermão: "A omissão é o pecado que com mais facilidade se comete e com mais dificuldade se conhece; e o que facilmente se comete e dificultosamente se conhece, raramente se emenda. A omissão é um pecado que se faz não fazendo; e pecado que nunca é má obra, e algumas vezes pode ser obra boa, ainda os muito escrupulosos vivem muito arriscados em este pecado."

Na eletroacústica estava Vanderlei Lucentini. Além da Anna Maria Kieffer, estavam entre os cantores Eduardo Janho-Abumrad e Alessandro Grecco. Na regência do coro, Roberto Rodrigues e entre os cantores Sandro Bodilon. Na percurssão, Elson Leonidas. O evento foi muito emocionante, gratuito e badaladíssimo.

Não há vídeos desse evento. Vou colocar dos artistas.


Beijos,
Pedrita

10 comentários:

  1. Pedrita,
    Amei esse discurso sobre a omissão! Perfeito. Veio em uma hora certa! Sei bem o que é isso, conviver com pessoas omissas é terrível! E que espetáculo deve ser esse! Fico encantada como vc nos mostra tudo isso. Parabéns!
    Beijos
    Adriana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. adriana, eu pensei o mesmo sob esse texto de omissão.

      Excluir
  2. Pedrita,
    Pelo seu relato foi um belo concerto!
    Obrigada pelos vídeos!

    Bjs ♥

    ResponderExcluir
  3. Gosto muito dos sermões de António Vieira, tenho uma coletânea dos dedicados a Santo António.
    Quanto ao ator já o vi em filmes de Manoel Oliveira, mas não me lembro de ter ido ao Cornucópia, mas é uma das companhias de teatro profissional mais conhecidas de Lisboa.

    ResponderExcluir
  4. Gosto do padre Antonio Vieira, também tenho Os Sermões. É impressionante como ele entendeu o Brasil, já naqueles anos 'remotos' em que aqui viveu.

    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. marly, os sermões são muito atuais, tb me surpreendo.

      Excluir

Bons comentários!