quinta-feira, 6 de outubro de 2016

As Luzes do Ocaso

Assisti a peça As Luzes do Ocaso no Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo. A direção é de Neyde Veneziano e o texto de Maurício Guilherme. Maravilhoso espetáculo! Tudo impecável. O dia que fui não foi com o Paulo Goulart Filho e sim com o Leo Stefanini.

Fotos de Priscila Prade
Magali Biff está simplesmente maravilhosa. Eu adoro essa atriz e que personagem rico que ela ganhou, quantas nuances. Excelente roteiro! É um suspense que fala um pouco das vedetes do teatro brasileiro. Nossa protagonista é uma vedete, ela se isolou na praia com um homem que chama de bebê. 

Surge então um rapaz interpretado brilhantemente por Giovani Tozi. Ele alugou uma casa que estava há anos vazia e passa e visitar a vedete. Ele a reconhece quando ela estava cuidando das roseiras. O personagem também é muito rico, cheio de surpresas. Sim, há o drama que estoura na trama, mas a peça acaba falando desse esquecimento dessas atrizes que foram deslumbrantes e continuam lindas, mas que não são mais jovens. Algumas para que o público que tanto as amaram não as vejam envelhecendo se isolam, desaparecem praticamente. Adorei o cenário de Cássio Brasil, que também assina os belíssimos figurinos. As portas de espelhos distorcidos, e que despojamento dos atores em atuar sem se incomodar com as imagens distorcidas. Esse recurso precisa de uma excelente iluminação de Wagner Antônio para o efeito ser completo e também não incomodar a plateia. Linda a cena que a protagonista tem um espelho em um álbum de fotos e a luz bate no espelho e ilumina o seu rosto. Há várias canções, algumas cantadas pela protagonista e uma por Carol Bezerra. Adorei o espetáculo! Lindo demais! Infelizmente fui na última semana. Ainda tem hoje e amanhã, ingressos 20 reais. 

Beijos,
Pedrita

14 comentários:

  1. Não conheço esses atores que formam essa peça, mas pelo que falou são maravilhosos. Pelas fotos dá para ver que a peça é boa.
    Beijos
    Adriana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. adriana, o paulo goulart filho é o filho do paulo goulart. o Leo Stefanini é filho do fúlvio stefaninni. os outros são atores conhecidos do teatro paulistano. magali biff é uma grande atriz. giovani tozi tb não conhecia e gostei muito.

      Excluir
  2. Nunca vi o trabalho do Paulo Goulart Filho, bem que gostaria de ver, rsrs. A peça deve ser interessante,
    o título dela me remeteu ao filme "Crepúsculo dos deuses", rsrs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. marly, é muito bom. eu gosto bastante. realmente não tinha pensado, mas lembra crepúsculo dos deuses.

      Excluir
  3. Pedrita,
    Teatro é tudo de bom, com certeza foi um belo espetáculo!
    Paulo Goulart Filho deve ter herdado o talento dos pais.
    Eu tbm gosto do trabalho das irmãs dele, Bárbara e Beth!

    Beijinhos ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. andréa, eu tb adoro teatro. todos são talentosos na família goulart realmente, o paulo goulart filho tb.

      Excluir
  4. Pedrita,
    Teatro é uma das coisas que adoro assistir. Só não vou mais vezes por falta de tempo.
    big beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. lulu, é difícil administrar o tempo com tudo o que queremos ver. mas é bom morar em são paulo e ter sempre mais evento do que se dá conta.

      Excluir
  5. Ola Pedrita
    Muito obrigado pelos comentarios tão meticulosos e pelas palavras carinhosas.
    Aqui quem te escreve é o autor da peça, Mauricio Guilherme.
    Se tivermos algum patrocinio, voltaremos no ano que vem.
    Obrigado pela visita.
    Um grande beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. quanta honra. o autor visitando meu blog. o texto aqui é sempre tão simples, que fico até envergonhada com visitas tão ilustres. espero que volte a peça em cartaz, é um grande espetáculo. parabéns.

      Excluir
  6. Estava agora mesmo falando com Cristiano(faz tudo) que estava trocando disjuntor aqui em casa, como é dificil aceitar as limitações que a idade nos impõe.
    E se a gente trabalha com corpo e beleza fica ainda mais difícil a aceitação.
    Esse Leo Stefanini é filho do Fulvio?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. liliane, é realmente difícil aceitar as mudanças. sim, é o filho do fúlvio.

      Excluir
  7. Oláaa Pedrita
    Que lindo o nome da peça!
    Interessante também fazer essa reflexão sobre o envelhecimento no país e alguns dos grandes nomes da cultura que são substituídos por atores mais jovens ou implacavelmente esquecidos já que tudo por aqui é tão efêmero e a memória relativamente curta.
    Bjs Luli

    Café com Leitura na Rede

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. luli, exatamente, foi o que mais me impressionou na peça. algo tão atual e cotidiano.

      Excluir

Bons comentários!