sábado, 8 de outubro de 2016

Anjos da Noite: A Evolução

Assisti Anjos da Noite: A Evolução (2006) de Len Wiseman no TelecinePlay. Eu tinha visto o primeiro, que comentei aqui, e tinha dificuldade de saber qual era a continuação. No Now vi esse, vim no computador e descobri que era o segundo. No começo até fiquei na dúvida, era uma luta com lobisomens em uma floresta com neve. O primeiro é bem urbano, nas áreas baixas de uma cidade.

Mas aos poucos vão mostrando flashes do passado e contando porque chegou daquele jeito e vi que era mesmo o segundo. Gostei! Adoro esse gênero. Mas esse eu achei muito mirabolante demais. Fica muito tempo em lutas exageradas, quase impossíveis, com desfechos meio impossíveis. Mas mesmo assim o roteiro é bom. O rapaz do casal protagonista misturou o vampirismo com o lobisomem e a protagonista não sabe o que virá depois.

No sangue há a informação. Quando alguém morde passam os dados. A protagonista tem uma informação passada na infância e só ela sabe o segredo. Enfim, é uma trama cheia de segredos. Os casal protagonista é interpretado por Kate Beckinsale e Scott Speedman. Há vários atores conhecidos no elenco: Bill Night, Brian Steele, Derek Jacob, Shane Brooly, Steven Mackintosh, Tony Curran e Michael Sheen.

Beijos,
Pedrita

10 comentários:

  1. Hello Pedrita!
    Não sei porque eu nunca tive vontade de assistir Anjos da Noite. É um gênero que eu gosto mas ainda não assisti nenhum, agora com a sua resenha fiquei curiosa.

    Beijinhos ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. andréa, é bom, mas longe de estar entre os melhores do gênero. meio over.

      Excluir
  2. Adorei a dica, anotadinho para assistir, bjus e bom domingo.

    ResponderExcluir
  3. Olá Pedrita
    O mais bacana na minha opinião é que eles mantiveram ok o mote do roteiro original.
    Começa de onde parou o primeiro, com o Marcus se tornando híbrido.
    Gostei bastante da fotografia gótica <3
    Bjs e excelente semana pra ti
    Luli Café com Leitura na Rede

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. luli, eu achei q podiam ter diminuído as lutas, mas o roteiro é bom realmente.

      Excluir

Bons comentários!