quarta-feira, 8 de março de 2017

Gata Velha Ainda Mia

Assisti Gata Velha Ainda Mia (2014) de Rafael Primot no Canal Brasil. Queria muito ver, pena que perdi o debate. Regina Duarte recebeu muitos elogios por esse filme que teve inúmeras críticas favoráveis. A estrutura do filme me agrada muito. É uma boa solução para orçamentos mais enxutos e filmes em tempos de crise. Não acho que deva ser fórmula, mas é um caminho.

Há tantos segredos, que o melhor é ir descobrindo-os. Que roteiro inteligente, feminino. Que conhecimento dos conflitos humanos. Que texto maravilhoso, que interpretação de Regina Duarte. Uma jornalista procura uma escritora para uma entrevista. A escritora está muito nervosa tentando resolver uma questão da edição do livro e expulsa a jornalista. E ficamos sabendo que faz tempo que a jornalista tentava essa entrevista.
A jornalista volta outro dia, a escritora convida para um jantar e começa um embate maravilhoso entre as duas. Além do texto incrível e das ótimas interpretações, a agilidade dos diálogos é fascinante. A edição também é impecável. Dá até a sensação que não há cortes. Dá a ilusão de ser sem cortes. Bárbara Paz também está incrível. A entrega das duas impressiona. De vez em quando uma vizinha aparece interpretada por Gilda Nomacce. Além do filme debater questões fundamentais, tem muito, mas muito suspense, muitas revelações ou não. Amei também a importância dos objetos, como os objetos são importantes para contar uma história, ou não. Dependendo do ponto de vista. Gata Velha Ainda Mia fala também muito do ofício de escrever. A trilha sonora é igualmente incrível.

Beijos,
Pedrita

14 comentários:

  1. Eu nunca assisti...e acho a Barbara Paz excelente atriz!!!
    Interpreta muito bem!

    Beijinhosss ❤
    Blog Resenhas da Pâm

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pamela, tb gosto muito do trabalho da barbara e ela está incrível no filme. é q ela é apagada pela regina q está magistral.

      Excluir
  2. Não conhecia.
    Não sou fã de filmes nacionais.

    ResponderExcluir
  3. Vou ver, apesar de estar passando por una fase de impaciência, com a Regina Duarte, por causa do extremismo político dela!

    Beijoca

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. marly, vc vai esquecer, regina vira a escritora, é impressionante. tb me incomodo com envolvimento exacerbado de artistas na política.

      Excluir
  4. Não conhecia esse filme. Gostei da dica.
    big beijos

    ResponderExcluir
  5. aaaiiinnnn Pedrita eu adorei esse filme!
    Gostei de como foi feito para o teatro e adaptado funcionando perfeitamente para as telonas.
    Regina Duarte e Bárbara Paz estão muitíssimo bem interpretando suas protagonistas com paixão e humor inteligente no atrito de gerações.
    A temática que poderia ser simples como a repórter entrevistando um escritora com crise de inspiração, cresceu muitooooo e iniciou ciclos de suspense finalizando redondo com uma reflexão psicológica.
    Amei sua resenha <3
    Bjs Luli

    Café com Leitura na Rede

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. luli, adoro qd alguém vê um filme que eu vi. e como vejo muitos filmes pouco vistos é mais legal ainda encontrar quem viu. tb adorei, amei na verdade. gosto de modelos enxutos para o cinema. é muito reviravolta não? obrigada.

      Excluir
  6. Minha Sara Jéssica era em homenagem a Sara Jéssica de Sex and City.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. liliane, bacana, nunca vi essa série. achava muito sexista e machista.

      Excluir
  7. Pedrita,
    Pelo elenco e resenha é um ótimo filme, apesar que não sou fã de alguns filmes brasileiros.

    Beijinhos ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. andréa, excelente, entre os melhores q vi esse ano.

      Excluir

Bons comentários!