quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Triste Fim de Policarpo Quaresma

Terminei de ler Triste Fim de Policarpo Quaresma (1915) de Lima Barreto. Comprei daquela Coleção Folha Grandes Escritores Brasileiros, não a dessa belíssima capa, é um livro fácil e barato de achar em sebos. Esse livro é da série "Todo Mundo Leu Menos Você". O 007 inclusive brincou que até ele leu. Gostei demais, eu tinha adorado o filme com o Paulo José fazendo o Policarpo Quaresma e não foi diferente  com o livro. Logo no início me identifiquei. Policarpo Quaresma fica amigo de um violeiro, resolve aprender violão e os vizinhos não se conformam como o Quaresma pode se misturar com essa gente. Hoje muita gente ainda acha que quem toca violão é vagabundo, não presta e pior, não trabalha. Se for violino não, mas violão!

Obra Serenata (1925) de Di Cavalcanti

Triste Fim de Policarpo Quaresma é dividido em partes e foi escrito inicialmente para um folhetim. É muito triste e irônico. Incrível como é atual! É um livro triste e desiludido! Policarpo Quaresma tenta a vida na agricultura, claro que ele não tem conhecimentos, mas mesmo assim ele consegue um pequeno lucro que é todo perdido depois com a cobrança de impostos. A história da Ismênia é muito triste!

Obra Estudo de Quatro Cabeças de Artur Timóteo da Costa

Trechos de Triste Fim de Policarpo Quaresma de Lima Barreto:

“Como de hábito, Policarpo Quaresma, mais conhecido por Major Quaresma, bateu em casa às quatro e quinze da tarde.”

“Se não tinha amigos na redondeza, não tinha inimigos, e a única desafeição que merecera fora a do doutor Segadas, um clínico afamado no lugar, que não podia admitir que Quaresma tivesse livros: “Se não era formado, para quê? Pedantismo!”

“Mas não foi preciso pôr a carta; a vizinhança concluiu logo que o major aprendia a tocar violão. Mas que coisa? Um homem tão sério metido nessas malandragens?”  






Beijos,

Pedrita

6 comentários:

  1. Menina, eu tambem adorei esse livro, que foi indicação do vestibular no ano que prestei.
    Não fosse pelo violão eu diria que meu pai é um tipo Policarpo Quaresma....
    tem novidades ca no blog,
    beijitos

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem? Nesses meus dias de folga, assisti ao filme Viagem ao Centro da Terra.. Acho que você já comentou por aqui... Muito bom! Bjs, Fabio www.fabiotv.zip.net

    ResponderExcluir
  3. Oi Pedrita

    Também ja li esse livro, embora na epoca nao tenha gostado muito, talvez pela pressão do ensino médio em me obrigar a ler.. mas é uma história comovente.. talvez eu releia um dia
    bjo

    ResponderExcluir
  4. fatima, seu pai um policarpo, q delícia!

    fabio, eu detestei viagem ao centro da terra atual.

    gammelo, obrigar a ler livros é um desserviço.

    ResponderExcluir
  5. Não vi o filme, mas o livro é um clássico sempre atual.
    (acho Policarpo um nome ótimo para um gato, você não acha?)
    Denise

    ResponderExcluir
  6. Meu pai foi um tipo Policarpo Quaresma! Acreditava piamente no Brasil.

    ResponderExcluir

Bons comentários!