sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

O Homem do Trem

Assisti O Homem do Trem (2002) do Patrice Leconte em DVD na casa da minha irmã. Eu amo esse diretor, tento sempre que dá ver seus filmes no cinema. Esse nem sabia da existência e fiquei esfuziante quando vi entre os DVDs da minha irmã e me programei pra ver. É a história de dois homens, um cheio de aventuras e outra pacata e regrada. Os dois já mais velhos, o pacato um pouco mais, desejam viver a vida do outro. O nome no Brasil é inacreditável de tão ruim: Uma Passagem Para a Vida. O filme é todo em tom azulado, belíssimo! Logo no início já vemos a beleza da filmagem do Leconte, além do tom azulado acompanhamos o andar desse forasteiro chegando na pacata cidade, ele entra e atravessa um prédio, enquanto nós estamos mais longe e acompanhamos a caminhada do lado de fora.

Os dois atores estão impressionantes: Jean Rochefort e Johnny Hallyday. Minha irmã disse que viu com o marido e eles gostaram tanto que passaram uns dois dias comentando, lembrando cenas e redescrobrindo o filme. Realmente é isso, são cenas tão impactantes e impressionantes, um filme majestoso. Esse forasteiro chega na cidade, um senhor oferece um copo d´água, os dois começam a travar relações. A casa desse senhor é antiga, mal conservada e com muitos móveis antigos. Lembrei o que uma amiga que mora na França comentou, na Europa eles gostam de móveis minimalistas, estão cansados dos móveis antigos, enquanto nós, que temos pouco essa tradição, achamos fascinantes.

O senhor é um professor de poesia, o outro um forasteiro. O professor ama o casaco de couro do forasteiro e o forasteiro sonha em ter pantufas. Tudo é milimétrico, perfeito e inteligente. Adorei o senhor fazendo aqueles quebra-cabeças enormes, deu saudade, acho q vou montar um aqui. O Homem do Trem ganhou vários prêmios como Melhor Filme e Melhor Ator para Jean Rochefort no Festival de Veneza.







Adorei que o post de Natal tenha sido com esse maravilhoso filme! Um maravilhoso Natal a todos vocês! Vejam que minha gata veio cumprimentá-los nesse post também!



Beijos,


Pedrita

9 comentários:

  1. Esse filme é demais. Muito profundo.
    Denise

    ResponderExcluir
  2. Pedrita e Sarah,
    Um feliz Natal para vocês! Que a noite seja linda e alegre!

    Beijos! :)

    ResponderExcluir
  3. Este filme também passou por cá, sem eu o ver.

    Também eu lhe desejo, meu amiga, umas óptimas festas, um Natal repleto de amor e paz entre todos os que lhe são especial!

    Beijinhos Natalícios, com um raminho de azevinho, da amiga de longe, Teresa

    ResponderExcluir
  4. Com o stresse do Natal, escrevi "meu" em vez de "minha" amiga.

    Desculpe!

    ResponderExcluir
  5. Feliz Natal, querida =)
    Muita alegria, fartura e amor para vc e sua família!
    Love,
    Alê

    ResponderExcluir
  6. Oi Pedrita.

    Espero que você tenha uma noite de Natal maravilhosa.
    Desejo a você e à sua família um Natal cheio de paz e de alegria.

    Bjs.
    Elvira

    ResponderExcluir
  7. Oi Pedrita!
    Fazia um tempinho que não passava por aqui. Aproveitei para ficar em dia, adorei todos os posts. Você assistiu filmes que eu amo como O Banheiro do Papa e A Culpa é do Fidel e outros que quero muito ver como esse e O Círculo.

    Um ótimo Natal!

    ResponderExcluir
  8. Ótima dica!

    Vou procurar ver...

    bjs, bom ano novo

    Fatinha

    ResponderExcluir
  9. Um ótimo Natal pra vcs.

    dê, eu adoro esse diretor.

    ana maria, achei q ia gostar de eu ter visto esses filmes.

    fatinha, é bem triste.

    ResponderExcluir

Bons comentários!