domingo, 30 de dezembro de 2012

Estrela Brilhante

Assisti Estrela Brilhante (2009) de Jane Campion no Max. No canal está com  nome Brilho de uma Paixão, Estrela Brilhante é um nome do poema do John Keats (1795-1821). Estrela Brilhante conta um breve momento da vida do poeta, quando ele conheceu a sua amada Fanny Brawne. Eles eram vizinhos. Ele muito pobre, cheio de dívidas e ela uma moça com uma vida familiar pacata. No começo a família até cria uma certa resistência, já que ela não poderia se casar com ele, mas a força desse amor e cumplicidade faz a família aceitar o noivado.

Infelizmente ele fica tuberculoso, os amigos juntam dinheiro para ele ir se curar na Itália, mas ele não sobrevive lá e morre aos 25 anos. Como muitos artistas, John Keats não conseguiu viver dos seus poemas. Ela continuou amando-o, passou a andar sempre de preto e manter o anel de noivado. Li em uma biografia que ela casou 12 anos depois da morte de Keats. O amor de Fanny e Keats ficou conhecido pelas cartas que trocaram e pelos poemas de Keats. Estrela Brilhante é um filme delicado e bem realizado. Impecável a reconstituição de época, os figurinos, belíssimos lugares. Lindos os atores que fazem o casal: Abbie Cornish e  Ben Whishaw. Alguns outros do elenco são: Paul Schneider, Kerry Fox, Edie Martin, Thomas Brodie Sangster, Claudie Blakley e Antonia Campbell-Hughes. Estrela Brilhante é uma co-produção entre Austrália, Reino Unido e França

Retrato de John Keats por William Hilton

"Bright Star" - John Keats

"Bright star, would I were stedfast as thou art –
Not in lone splendour hung aloft the night
And watching, with eternal lids apart,
Like nature's patient, sleepless Eremite,
The moving waters at their priestlike task
Of pure ablution round earth's human shores,
Or gazing on the new soft-fallen mask
Of snow upon the mountains and the moors –
No – yet still stedfast, still unchangeable,
Pillow'd upon my fair love's ripening breast,
To feel for ever its soft fall and swell,
Awake for ever in a sweet unrest,
Still, still to hear her tender-taken breath,
And so live ever-- or else swoon to death."

Beijos,
Pedrita

4 comentários:

  1. Lindo Pedrita. Adoro filmes que fala de cartas, correspondencias trocadas. Eu vi um desenho australiano maravilhoso sobre a amizade entre um velho judeu e uma garotinha de oito anos. AMEI! De uma diretora jovem.
    A proposito eu ADORO fazer colagens, e tenho muitas...

    ResponderExcluir
  2. Adorei Pedrita, o filme deve ser lindo. Paixao tragica, mas uma estrela que brilhara para sempre.
    Beijos e muito carinho,
    Cam

    ResponderExcluir
  3. Olá Pedrita,
    da Jane Campion lembro de O piano, um dos melhores filmes que já vi e
    como ela é uma ótima produtora/diretora com certeza esse deve ser bom, a sinopse é muito boa, dramático e com certeza belo.
    Desejo que tudo se faça novo e que muitos sonhos se realizem.
    Feliz 2013! Que o ano novo seja muito bom pra você!

    ResponderExcluir
  4. fatima, eu acho q falei desse filme aqui. deve ser o mary & max http://mataharie007.blogspot.com.br/2012/03/mary-max.html

    é lindo mesmo! me emocionei muito!

    camille, é muito bonito e é delicado como contam a história.

    ruby, esse da jane campion é igualmente lindo.

    ResponderExcluir

Bons comentários!