segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Casas do Brasil - Habitação Ribeirinha da Amazônia

Fui a exposição Casas do Brasil Habitação Ribeirinha da Amazônia no Museu da Casa Brasileira. O espaço promove o projeto Casas do Brasil desde 2006. E essa mostra traz dois tipos de habitações ribeirinhas da Amazônia, as de palafitas e as casas flutuantes. Há fotos externas, internas, são lindas as casas e as decorações internas. Tudo muito colorido, principalmente a pintura das paredes de algumas casas. Há ainda maquetes dos modelos das casas e vi crianças fascinadas.

A curadoria é da geógrafa Sandra Lencioni e da socióloga Maria Ruth Amaral de Sampaio, as fotos de Eduardo Girão. As casas ficam na região de Nhamundá, há um mapa e vemos que é lá em cima do Brasil. Seus habitantes são na maioria de índios aculturados. Inicialmente foi povoada por retirantes da seca em 1800. Atualmente vem pessoas de várias regiões, estimulados pelos programas de apoio na região Amazônica. Há vários textos explicativos. A mostra Casas do Brasil - Habitação Ribeirinha da Amazônia fica até 15 de setembro e a visitação é gratuita.



Beijos,
Pedrita

14 comentários:

  1. Deve ser super interessante ver essa exposição sobre as casas. Eu adoro ver essas construções dentro d'agua, como eles conseguem, né? Perfeitas!
    Beijos
    adriana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. adriana, tb acho incrível. e como lá é muito calor, elas podem ser bem arejadas.

      Excluir
  2. Pedrita,a credita que ontem,depois que li sua postagem fui atrás do filme e encontrei onde estava já passando?Mesmo assim assisti.
    O filme é lindo e o ator negro achei muito bonito, apesar do nariz muito feio.
    O sorriso, os dentes dele, são lindíssimos.
    Olha, nunca vou perguntar alguma coisa aqui e vou voltar, aqui, para vê resposta.
    Meu raciocínio continua sendo aquele de "correspondências que vão e as respostas devem vir para meu endereço".
    Vejo que algumas pessoas que vão no meu blog, estão vindo aqui. Muito bom.
    Escrevi do seu blog, pq realmente, cultura me engrandece e me encanta. Vc escreve sobre isso.
    Obrigada, viu?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. liliane, obrigada pelo carinho. eu acho o ator omar lindo, principalmente o nariz. belíssimo em tudo!

      Excluir
  3. Eles se adaptam bem. Mais trabalhoso, mas pelo jeito se acostumaram. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. carlos, bem trabalho não? acho fascinante.

      Excluir
  4. Oi Pedrita,
    Deve ter sido bem interessante! Tanta diversidade nesse país.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nina, é verdade, como os costumes são diferentes entre as regiões brasileiras.

      Excluir
  5. Ola impressionante a diversificação de costumes em nosso imenso Brasil.Excelente postagem Pedrita.Beijo.SU

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. suzane, o brasileiro sempre me surpreende.

      Excluir
  6. Olá, Pedrita,

    Sempre tive interesse pelos aspectos arquitetônicos e antropológicos das moradias e como também me interesso pelas regiões brasileiras, sem dúvida que iria ver uma exposição dessa, rsrs.
    Ah, acho que Gosford Park lança um olhar um tantinho crítico às relações que se vê entre a aristocracia e a criadagem. Não acho porém que ridicularize aquelas práticas, o que seria até cabível. O mesmo Julian Fellowes, que escreveu Gosford Park, escreve agora Downton Abbey, que tem a pretensão de retratar a aristocracia inglesa, a partir do naufrágio do Titanic (e mostra também um grande número de serviçais). Este autor já declarou que se inspirou na própria família para escrever essas estórias, rsrs.

    Um beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. marly, vc ia adorar essa exposição.
      o autor de godsford park queria mesmo mostrar os contrastes da riqueza e dos serviçais. tratados como serviçais e inferiores.

      Excluir
  7. É uma exposição bem interessante retratando um modo de vida que fica bem distante da gente, mas que merece um olhar.

    ResponderExcluir

Bons comentários!