terça-feira, 21 de março de 2017

Madame Bovary

Assisti Madame Bovary (2014) de Sophie Barthes no TelecinePlay. Eu li o livro há anos. Era daquela coleção vermelha da Editora Abril. Gostei muito. Eu vi uma adaptação do Chabrol que amei e comentei aqui. Gostei bastante dessa versão também, é com a maravilhosa Mia Wasikowska, como gosto dessa atriz.

Essa história sempre me incomoda muito. Nossa protagonista casa com um médico de uma cidade muito pequena. Logo cedo ele sai e só volta tarde da noite. Aos domingos eles passavam juntos. 

Bovary parecia uma mulher que vivia em um vestido apertado. Tinha uma vida que nunca sonhou. Talvez se ela tivesse vivido em uma cidade com mais atividades, tivesse amigas, um pouco de vida social, não se perderia em tantas loucuras. Mas também talvez não conseguisse participar de concertos, peças, já que na época só pessoas de posse o faziam porque precisavam roupas novas a cada evento, detalhes da moda para não parecer provincianas. As atividades culturais não eram para pobres.

Bovary acaba sendo alvo de pessoas inescrupulosas que fazem tudo para ela cometer desatinos. Gastos que nunca poderia pagar, romances fortuitos com homens oportunistas. É muito angustiante o desespero dela quando os erros começam a aparecer e com eles as reprimendas.

Belíssima a adaptação, lindos cenários, figurinos, detalhes. Começa com a protagonista no convento, lindas as cenas das moças aprendendo todas as prendas necessárias a moças casadoiras. 

O marido é interpretado por Henry Llody-Hughes. Seu amigo químico por Paul Giamatti. Outros do elenco são: Erza Miller, Rhys Ifans, Laura Carmichael e Logan Marshall-Green.

Beijos,
Pedrita

19 comentários:

  1. Respostas
    1. ematejoca, é muito bonita a produção.

      Excluir
  2. Olhando assim parece ser lindo o filme...gostei do figurino!

    Beijinhosss
    Blog Resenhas da Pâm

    ResponderExcluir
  3. Respostas
    1. lulu, é muito bonito, mas muito triste.

      Excluir
  4. Oi Pedrita! Adorei a dica de filme, gosto dessa atriz, ela é ótima em filmes de época. Com certeza irei assistir!

    Beijos,
    Pri
    www.vintagepri.com.br

    ResponderExcluir
  5. Pedrita,
    Pela resenha e figurino já me atraiu, gostei!

    Beijinhos ♥

    ResponderExcluir
  6. Não lembrava que tinha essa versão. Preciso assistir.

    ResponderExcluir
  7. O elenco é cheio de talentos. Li o livro faz muitos anos e vou querer ver esta versão cinematográfica também!

    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. marly, tb li o livro há muito tempo. essa versão é bonita.

      Excluir
  8. Oláááá Pedrita
    Não conhecia essa versão, quero assistir.
    O livro é muito angustiante, para a época deve ter sido imoral rsrs imagine adultério feminino?????
    Tadinha dela né, tinha tantas idealizações e depois quando confrontou a realidade caiu na armadilha da falsa felicidade :/
    No entanto por mais errada que estivesse, de alguma maneira, de um jeito torto, era dona de si.
    Um clássico da literatura realista.
    Bjs Luli

    Café com Leitura na Rede

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. luli, o filme é angustiante tb. é muito ousado até hj. é incrível mesmo.

      Excluir
  9. Dica ótima, obrigado pela visita.
    Blog:https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderExcluir
  10. Li o livro. E gostei.
    O filme, acho que nunca vi.
    Essa filmagem mais moderna deve mesmo ser lindíssima.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. liliane, as duas produções são ótimas. essa e a q vi anteriormente.

      Excluir

Bons comentários!