sábado, 8 de março de 2014

Histórias Que Só Existem Quando Lembradas

Assisti Histórias Que Só Existem Quando Lembradas (2012) de Júlia Murat no Max. Eu procurava pelo controle remoto o que ver. Vi esse nome, vi que é brasileiro, fui olhar na internet sobre o que se tratava. E surpresa! Esse filme ganhou vários prêmios internacionais e eu nunca tinha ouvido falar dele. Que triste esses filmes que ficam secretos, ainda mais uma obra de arte como essa. Que vergonha desse país que esconde os seus filmes. Esse filme é poesia pura e com uma atriz que tenho profunda admiração, a Sonia Guedes, outro excelente ator é o Luiz Serra. Júlia Murat é filha da cineasta Lúcia Murat e esse é o seu primeiro filme. A fotografia de Lúcio Bonelli é simplesmente maravilhosa.

É uma pacata cidade perdida no meio do Brasil com uma população que esqueceu de morrer. Só há pessoas mais velhas, o padre é o mais novo. A vida deles é toda milimetricamente vivida, tudo funciona com perfeição. Essa senhora acorda de madrugada, faz o pão, vai na venda, o dono da venda faz o café e vão a missa. Todos os dias a mesma rotina. Até que aparece uma jovem fotógrafa. O cemitério é fechado, essa senhora cuida das flores do lado de fora do portão. Foi um cemitério fechado em uma locação que inspirou a diretora a fazer o filme. 

A jovem fotógrafa é interpretada pela Lisa Fávero e o padre por Ricardo Merkin. Cidades esquecidas me lembraram o documentário Dormentes no Tempo. Histórias Que Só Existem Quando Lembradas ganhou Melhor Filme no Festival Latino Americano no Festival de Ljubljana, no RiverRun, de Santa Bárbara e de Sofia. E eu não sabia nem que esse filme existia, o mundo todo sabia, menos eu. Triste Brasil! Parece até censura do Brasil e dos brasileiros. Eu tenho orgulho de ser brasileira e dos filmes que falam da minha cultura.

Beijos,

Pedrita

14 comentários:

  1. Pedrita, imagino como deve ser ruim para um cineasta fazer seu filme e não ter plateia. Eu me sentiria péssima.
    Descobri coisas interessantes depois de conhecer seu blog.
    Nossa visão pode até ser diferente. Mas eu engrandeço cada vez que leio suas postagens.
    Assisti "Para Roma com amor" e não gostei.
    Assisti ontem, "O mordomo da Casa Branca" e gostei muito do filme.
    Tenho descoberto coisas interessantes, no Netflix.
    Se eu tivesse seu WhatsApp, vc poderia me avisar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. liliane, a plateia no mundo todo foi extensa, tanto que ganhou vários prêmios, eu mesma mencionei melhor filme em 5 festivais internacionais. só no brasil que o filme foi ignorado pelas distribuidoras e não chegou ao público.

      Excluir
  2. Fiquei interessada nesse filme.

    Registado e vou procurar para visionar.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Boa Noite.
    Hoje tão somente hoje quero deixar de alguma forma meu
    carinho a todos que sempre dedicou um dia de carinho para mim .
    Meu desejo seria retribuir de alguma forma tudo que aprendi na vida e nos últimos anos
    como um grito de amor nesse dia Internacional da Mulher.
    Rogo a Deus por todos as mulheres que ainda sofre em todo o Mundo.
    Pela falta de compreensão , discriminação pela raça , pela cor , pela classe social
    pela mutilação .
    Que nesse Dia você possa olhar para dentro de si mesmo e dar
    graças a Deus pela vida ter sido generosa ,
    pois a mim você sempre deu carinho afeto e companheirismo .
    Quando estava prestes a desistir, lembrei-me.
    Tinha a maior riqueza do mundo sua (Amizade)
    Hoje deixo essa mensagem independente de ser amiga ou amigo.
    Eu preciso muito da sua amizade e capacidade
    de aceitar - me como sou quero sim
    sua amizade esse sim é o presente que peço nesse Dia Internacional Da Mulher .
    Com todo carinho saberei recompensar sua amizade com o mais puro amor
    que existe dentro do meu coração.
    Deixo nesse dia beijos no coração e afagos na Alma.
    Deixei na postagem um mimo encontre o que você gostar é minha gratidão
    por tudo que representa na minha vida.
    Carinhosamente.Evanir.

    ResponderExcluir
  4. Realmente tem tanto filmes ótimos que não tem uma boa divulgação.
    Parabéns por ter encontrado esse filme e compartilhado conosco.
    Abraços,
    Sandra

    ResponderExcluir
  5. Adorei! Eu também não sabia que esse filme existia e muito menos que era brasileiro, né? Adorei...quero ter a oportunidade de assistir porque parece uma trama muito interessante e poética.
    Beijos!
    Monólogo de Julieta.

    ResponderExcluir
  6. Nunca tinha ouvido falar desse filme, talvez porque não tenha sido muito divulgado qdo foi lançado.
    Big Beijos
    Blog Lulu on the sky

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. lulu, o problema é sempre o monopólio na distribuição.

      Excluir
  7. Oi, Pedrita,

    Boa dica, vou procurar ver.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  8. Ainda não assisti, mas lembro que teve bastante divulgação e comentários. Não sei se é porque entro muito em sites de cinemas e vivo em shoppings que têm salas de cinema, então acho que os cartazes de filmes nacionais estão sempre em evidência.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. bruxa, eu recebo dois jornais, folha e estado. e não tinha visto. mas nesses jornais devem ter saído. mas nas salas de cinemas deve ter fico em um único bairro de são paulo, infelizmente. o brasil e os exibidores ignoram a produção local e o país não faz nada pra mudar isso. ignora tb. pelo menos o mundo inteiro viu e premiou.

      Excluir
  9. Tu vê, também não tinha ouvido falar desse filme... mas me deu vontade de assistir.

    ResponderExcluir

Bons comentários!