terça-feira, 10 de novembro de 2015

Acima das Nuvens

Assisti Acima das Nuvens (2014) de Oliver Assayas no TelecinePlay. Eu estava olhando os filmes pelo controle remoto, esse nome não me animava muito, quando cliquei vi que é um filme dinamarquês e com a Juliette Binoche, nem acreditei. O nome original Clouds of Sils Maria não dava no Brasil, mas é mais emblemático, embora Acima das Nuvens se encaixe muito bem. É uma co-produção entre Dinamarca, França e Alemanha. É um filme incrível, muito sublimar, com muitas questões e com muito bastidor de cultura. Clouds of Sils Maria foi rodado em 7 países, as locações são deslumbrantes.

Começa com a personagem da Binoche com sua assistente em um trem. Elas seguem para a entrega de um prêmio, a Binoche é uma grande atriz e vai receber o prêmio de um escritor. Ela e o escritor não gostam de badalações, ele nunca vai a prêmios. Não gostam de discursos melodramáticos e oportunistas. Ela vive longe da internet. Sua assistente é antenada. Os embates entre as duas é incrível. As cenas de celulares são muito bem feitas, tocam o tempo todo, muito realistas, as duas cada uma no seu celular resolvendo questões à distância. No trem ela fica sabendo que o escritor morreu e percebe que vão ser muitos paparazzis, fofocas, que era tudo o que o escritor não queria. Mas essa atriz sabe que precisa ser ela para conter os exageros. E como o escritor é famoso, escreveu muitas peças de teatro, começam a surgir oportunistas querendo aparecer, se dizendo muito amigos do morto.

Em meio a esses tumultos um diretor quer convencer a atriz a fazer uma peça que ela atuou quando tinha 20 anos. Mas agora ele quer que ele faça o outro personagem, com 40. É a peça que mais deu fama a ela, arrasou quando tinha somente 20 anos. Ela detesta a outra personagem e incomoda muito agora fazer a de 40 anos. Nesse tema surgem vários embates sobre idade, interessantíssimos. Ela acaba aceitando quase a contra gosto e vai com a assistente a casa do escritor em Sils Maria trabalhar o texto. As cenas delas naquelas paisagens deslumbrantes, passando o texto. Volte e meia ficamos perdidos se são cenas da peça ou embate entre as duas. A convivência diária das duas, acordar, comer, trabalhar, descansar começa a desgastar. Elas começam a ter problemas de relacionamento. Esses embates são geniais também. A atriz é avessa aos filmes de ação, a tecnologia, e a outra gosta de tudo isso.
Surge então outra rica personagem. A atriz que vai fazer a personagem de 20 anos é uma dessas celebridades conturbadas que aparecem mais em sites de fofocas que pelo seu talento. Faz filmes de ação e ficção científica. Já promoveu vários escândalos por ter usado drogas e bebida. Os embates sobre esse mundo de futilidades também são incríveis. Como disse tudo é sutil. A Binoche vai encontrar com o diretor da peça para falar sobre a personagem, o que ele pensa, e a história conturbada da outra atriz não permite. Ela está com um caso com um rapaz casado, a esposa tenta o suicídio e começa um corre corre para que fujam dos paparazzis. Novamente a fofoca suplanta a cultura e passa a ser mais importante que a arte.

Depois de todo esse trabalho para montar a peça e construir esses personagens o filme termina exatamente quando a peça começa. Genial! Não ficamos sabendo se a peça foi um sucesso, se as atrizes foram bem, se foram elogiadas. Amei! A assistente é interpretada por Kristen Stewart que ganhou César por Melhor Atriz Coadjuvante. A jovem atriz por Chlöe Grace Moretz. Alguns outros do elenco são: Lars Eidinger, Johnny Flynn, Angela Winkler e Hanns Zischler

Beijos,
Pedrita

12 comentários:

  1. N assisti ainda mai amei a resenha e gostei
    Novo Vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=06avCiMDYGA
    Blog:http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Hello, querida!
    Pela sinopse deve ser um bom filme, eu adoro a Kristen Stewart.

    Bjinhos ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. andréa, eu amo a binoche, é um filme excelente.

      Excluir
  3. Quero vê-lo, já vou me informar sobre a próxima exibição deste filme, rsrs.

    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. marly, fique atenta sim pq é incrível.

      Excluir
  4. Nunca tinha visto, já fiquei curiosa pela sua resenha, ótima dica Flor!
    Boa quarta-feira!
    Fica com Deus!
    Beijos!

    http://nannafonseca.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Essa imagem de Juliette Binoche, masculinizada, me deu impressão que comecei a vê.
    O problema aqui é que só vejo TV a noite.
    Aí, vem sono, um sono que me apaga e esqueço tudo para trás.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. liliane, esse dá pra ver pelo canal 1, o now e parar e ver e rever qd quiser.

      Excluir

Bons comentários!