quarta-feira, 7 de setembro de 2016

A Ponte dos Espiões

Assisti A Ponte dos Espiões (2015) de Steven Spielberg no Telecine Play. Eu não sabia desse filme. Tinha lido por alto que o Spielberg tinha dirigido uns filmes recentemente, mas não fixei. Quando vi o nome fui ver detalhes e vi ele na direção, programei logo para ver. E que incrível! Os irmãos Coen assinam o roteiro. É baseado na vida real do russo Rudolf Abel e nos dois americanos Doug Forrester e Francis Gary Power.

Começa com um espião nos Estados Unidos sendo perseguido. Um advogado famoso em seguros é escolhido para defender o espião soviético. Ele tenta recusar, que não é sua especialidade, mas o escritório que foi designado pela defensoria pública não aceita a recusa. Todos ficam contra ele. Ele é interpretado brilhantemente por Tom Hanks, o espião por Mark RylanceUm horror a perseguição que os americanos fazem aos soviéticos. Nas escolas mostravam os efeitos das bombas atômicas e afirmavam que a URSS ia jogar bombas assim nos Estados Unidos. Sendo que os efeitos que mostraram eram das bombas atômicas que os Estados Unidos jogaram no Japão, não dos russos. Sim, havia o risco de novas bombas serem jogadas, mas por qualquer um dos países. Com essa campanha nos Estados Unidos contra a URSS, o advogado é muito hostilizado, pela família inclusive.

Muito sério no que faz, ele não aceita distorções. O filho pergunta se o pai vai defender o traidor, e o advogado lembra o filho que o acusado não é traidor. Que o acusado trabalha para o seu governo, o russo, e não o trai. Essa é a defesa. O espião pode ser condenado à morte. Não há interesse algum dos americanos em preservar a vida do espião. O filme é todo intrincado, muito inteligente. 

Dois americanos são presos e os Estados Unidos querem negociar a troca dos espiões e os russos querem negociar o espião russo pelo americano estudante. A negociação será na Alemanha Oriental, exatamente no momento que o Muro de Berlim começa a ser construído. Muito bem feitas as cenas do desespero das pessoas pulando de um lado para o outro na hora da construção, a polícia atirando quem mudava o lado. Assustador! 

É no meio dessa turbulência que o advogado vai negociar. Ele não segue as orientações e exige os dois americanos pelo espião e consegue. Dado o sucesso, Kennedy enviou o advogado anos depois a Cuba para negociar a troca de mais de mil e cem americanos e o advogado troca mais de 9 mil americanos. Grande homem invisível. Spielberg sempre tem fascínio por essas pessoas quase desconhecidas que salvam tantas pessoas. Foi o caso no lindo A Lista de Schlinder. Admirável!
Alguns outros do elenco são Alan Alda, Amy Ryan, Mark Fichera,  Josh Rue, Domenick Lambardozzi, Brian Huchsson, Billy Magnussen e Austin Stowell. Mark Rylance ganhou Oscar e Bafta de Melhor Ator Coadjuvante.

Beijos,
Pedrita

19 comentários:

  1. Oláa Pedrita
    Excelente sua resenha! Eu fiz uma resenha desse filme lá no bloguito em abril.
    Amei esse filme, amei a interpretação de Tom Hanks, amei Mark Rylance no papel de Rudolf Abel.O filme é baseado no livro do advogado James Donovan Interpretado pelo Tom Hanks. Aliás Donovan é literalmente uma "ponte" que liga dois mundos extremamente distintos.
    Adorei a metáfora do "homem persistente", o retrato que Abel pinta. A fotografia é linda, nem parece que foi feito nos dias de hj tamanha a perfeição.
    Bjs Luli
    Café com Leitura na Rede

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. luli, obrigada por avisar, achei a sua postagem do filme e comentei. bem lembrado, a metáfora do homem persistente se encaixa bem no filme, no personagem.

      Excluir
    2. Oooooie Pedrita
      Te agradeço ter ido lá dar uma olhada, eu falei e esqueci de deixar o link :p
      Fico muito feliz com seu comentário <3 eu amei esse filme!
      Bjs Luli

      Excluir
  2. Está gravado. Vou vê. Sou fã de filmes americanos.

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia esse filme, mas deve ser maravilhoso. Eu gosto desse tipo de filme e só ter o Tom Hanks no elenco já faz com que eu queira ver.
    Boa dica
    Beijos
    Adriana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. adriana, eu sabia muito vagamente. vc vai gostar. é muito bom.

      Excluir
  4. Hello, Pedrita!
    Eu não conhecia esse filme, pela resenha e imagens é um ótimo filme. Adoro o Tom Hanks!

    Beijinhos, ótima semana!

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem? Eu preciso ainda comentar sobre o Adnight no meu blog. Sobre o filme: ficou muito pouco tempo em cartaz.... Quando fui assistir, saiu da programação.... Bjs, Fabio www.tvfabio.zip.net

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fabio, nem reparei qd esteve em cartaz o filme. o adnight de ontem foi chato.

      Excluir
  6. O elenco e a reconstituição de época são fantásticas, mas a narrativa é um pouco fria.

    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hugo, gostei de tudo. ele era um homem reservado como muitos advogados que conheço.

      Excluir
  7. Olá, Pedrita,

    Vi este filme e ele faz bem o tipo que me seduz, por lançar um olhar, digamos, "não nacionalista" sobre as ações e disputas entre as super potências. Eu tenho especial interesse pelo período da Guerra Fria.

    Beijoca

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. marly, exatamente, incomoda muitos os estados unidos e sua campanha "os maus são os russos".

      Excluir
  8. Adoro a parceria do Spielberg com o Tom Hanks. Só faz filme bom.
    Big Beijos
    blog Lulu on the sky

    ResponderExcluir

Bons comentários!