terça-feira, 27 de dezembro de 2016

A Hora e a Vez de Augusto Matraga

Assisti A Hora e a Vez de Augusto Matraga (2012) de Vinícius Coimbra no Telecine Action. Eu não consegui ver esse filme quando estreou nos cinemas, depois esqueci dele. Qual não foi a surpresa em ver ele nesse canal. Tinha muito mais a ver com o Telecine Cult. Que filme incrível! Impressionante!

O filme é baseado no conto de João Guimarães Rosa. Teve outra adaptação de 1965 que agora quero ver. João Miguel está incrível como Augusto Matraga. Um homem violento, que vive de crimes, mulheres. 

Ele é casado. Sua esposa é outra atriz que adoro, a Vanessa Gerbelli e tem uma filha. Em meio a desavenças com um coronel, Matraga pede que a esposa vá ficar em outra propriedade. No caminho ela resolve seguir com a filha com outro homem (Werner Schünemann). Os atores são incríveis, alguns em pequenas participações, um elenco maravilhoso.

Irandhir Santos também tem um grande personagem. Ele é funcionário do Matraga, fiel, mas medroso.

O coronel é vivido por Chico Anízio. Ele manda matar Augusto Matraga, seus capangas o espancam muito, Matraga cai de uma grande altura em pedras e todos acham que está morto.

Um casal o encontra, vai buscá-lo, e os dois começam a cuidar dele. Adoro esses atores: Ivan de Almeida e Teca Pereira. O padre (José Dumont) é chamado para a extrema-unção, Mas Matraga sobrevive, o padre diz para ele ir com quem cuidou dele para bem longe, trabalhar por três e viver sem mulheres. 

João Miguel passa a ser outra pessoa, incrível a modificação de interpretação. Até o jeito de andar é outro. Ele constrói uma casa para eles, ajuda todos na região incansavelmente, trabalha duro. Até que João Bem Bem (José Wilker) aparece, Matraga oferece abrigo e comida para o bando e se encanta com as histórias das aventuras. Wilker também está excelente.

O elenco é excelente: Júlio Andrade, Glicério do Rosário e Gorete MilagresA Hora e a Vez de Augusto Matraga ganhou o prêmio de Melhor Filme no Festival do Rio pela crítica e pelo público. João Miguel, Melhor Ator, José Wilker, Melhor Ator Coadjuvante. João Miguel também ganhou APCA de Melhor Ator.

Beijos,

Pedrita

10 comentários:

  1. Não assisti esta versão e nem o filme de 1965.

    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Este foi o primeiro trabalho que li do João Guimarães Rosa. gosto muito desse conto, por isso sempre tive vontade de ver as obras que derivaram dele, rsrs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. marly, acredita q ainda não li? vc ia gostar desse filme, é muito bom.

      Excluir
  3. Hello, Pedrita!
    Eu adoro as obras de João Guimarães Rosa.
    Grande Sertão Veredas é inesquecível.
    A Hora e a Vez de Augusto Matraga é muito bom e baseado no conto de João Guimarães Rosa, imperdível, assisti e amei!
    Grande elenco, tudo de bom!


    Feliz Ano Novo!
    Beijos ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. andréa, adoro qd amigos blogueiros viram o q eu vi. é incrível e imperdível mesmo. e elenco maravilhoso.

      Excluir
  4. feliz 2017 bj http://anaherminiapaulino.blog.uol.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Assisti, não essa refilmagem faz muitos anos.
    Não lembro de nada.
    Ia ao cinema São Luiz, sempre aos sábados, quando saímos do cursinho ou da Faculdade, nem lembro.
    Acho que foi nessa ocasião.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. liliane, esse é muito bom. quero ver o outro.

      Excluir

Bons comentários!