quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

A Face de um Anjo

Assisti A Face de um Anjo (2014) de Michael Winterbottom no TelecinePlay. Eu vi que esse filme é com o Daniel Brühl, que adoro, resolvi ver. O Telecine pegou a mania de colocar em Cult filmes europeus. Desculpe, mas não é porque um filme é europeu que ele é cult. Esse passa longe. É um filme esquisito, tem algumas questões interessantes, várias desprezíveis.

O filme é cheio de metalinguagens, então quem estuda ou gosta de cinema tem umas questões interessantes. Um diretor de cinema vai para a Itália acompanhar um julgamento de um casal muito jovem, acusado de matar uma amiga igualmente jovem. O diretor ainda não decidiu que filme irá fazer, não pensa em fazer sobre o caso policial. Na verdade é um desequilibrado e indeciso, enrola tanto o filme que desistem de fazê-lo e ele continua insistindo.

O filme fala bastante desse culto ao sensacionalismo. Como o casal jovem é lindo e bem nascido, querem detalhes sórdidos. O filme é baseado no caso de Meredith Kercher. O diretor é um indeciso, primeiro ele pensa em focar no jornalismo, na cobertura jornalística. Depois influenciado por uma adolescente pensa em uma história de amor. Kate Beckinsale é uma jornalista estrangeira. A jovem acusada de matar a amiga por Genevieve Gaunt. A jovem que influencia o diretor por Cara Delevingne. Ah, o filme é lento e arrastado. O protagonista é um desajustado. Ele descobriu que sua esposa tinha um amante, a filha dele fica com a esposa e o amante. No percurso na Itália começa a usar cocaína e beber muito.

Beijos,
Pedrita

20 comentários:

  1. Olá, Pedrita!
    Por ser drama eu achei confuso, não gostei.
    Quando eu gosto de um filmes as vezes assisto várias vezes, esse só uma, não me atraiu.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. andréa, exatamente, é confuso. ah, esse é difícil ver uma vez.

      Excluir
  2. O filme parece ser realmente bem enrolado. Não gosto de tramas que se arrastam, mas com paciência eu assistiria esse filme só por que ele é baseado em história real.
    Gostei da sua resenha sincera.
    Beijo, www.apenasleiteepimenta.com.br

    ResponderExcluir
  3. Michael Winterbottom tem alguns filmes interessantes, mas este eu ainda não assisti.

    Bjos

    ResponderExcluir
  4. Eu ainda não vi esse filme, mas achei confusa a trama.

    Big Beijos,
    LULU ON THE SKY

    ResponderExcluir
  5. Eu ia dizer que a estória do assassinato me lembrou do caso da Meredith Kercher, mas é óbvio que isso seria mencionado logo em seguida, rsrs. Fiquei interessada no filme, apesar das suas restrições.

    Beijoca

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. marly, exatamente, é inspirado nesse caso. mas o caso é pano de fundo para um diretor atormentado.

      Excluir
  6. Olá Pedrita
    Huuummm acho que eu não iria entender o filme parece que trata de vários temas ao mesmo tempo: roteirista sem inspiração, assassinato, sensacionalismo e dramas pessoais como alcoolismo e drogas, massssss tudo com pontas soltas.
    Esse vou passar rsrs
    Bjs Luli
    https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. luli, acho que ia entender, mas ia se entediar. passe sim.

      Excluir
  7. Olá, tudo bem? Eu já assisti The Post no Espaço Itaú Augusta. Muito bom filme. Meryl Streep mereceu a indicação no Oscar. Bjs, Fabio www.tvfabio.zip.net

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fabio, the post não estou muito afim de ver. quero ver do del toro.

      Excluir
  8. Confuso, não é?

    Continuo não acertando nas gravações da net.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. liliane, demais. eu raramente tenho gravado pelo mesmo motivo. só ando programando se vejo de manhã e é um pouco depois. tenho visto mais no now pelo controle remoto.

      Excluir

Bons comentários!