terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Cícero Dias, O Compadre de Picasso

Assisti ao documentário Cícero Dias - O Compadre de Picasso (2016) de Vladimir Carvalho no É Tudo Verdade do Canal Brasil. No início Amir Labaki fala sobre o documentário. Eu conhecia uma ou outra obra de Cícero Dias, mas foi no filme A Coleção Invisível em 2013 que fiquei tentada a conhecer muito mais. E depois tive o privilégio de ver a exposição Cícero Dias - Um Percurso Poético no CCBB. Fiquei eufórica quando vi que o documentário ia passar e coloquei pra gravar. Amei!

Tinha lido um pouco da história do Cícero Dias na exposição, mas ver um documentário é muito mais ilustrativo. Fiquei fascinada com os painéis. Um deles, Eu Vi o Mundo e ele começava em Recife foi censurada uma parte e um entrevistado diz saber onde está esse pedaço mas prometeu nunca contar. Esse pedaço tinha cenas de bordel. Cícero Dias é de Recife, vivia no Engenho, infelizmente a belíssima casa está praticamente destruída, muito triste. De uma família de posses, sua casa promovia muitas festas e jantares. Cícero Dias tinha proximidade com Mário de Andrade, Manuel Bandeira e vários intelectuais da época. No Estado Novo Cícero Dias foi preso, depois seguiu para o Rio de Janeiro e foi convidado por Di Cavalcanti de ir para Paris. Também teve um convite para expor lá.

Foi lá que conheceu sua futura esposa Raymonde que é entrevistada no documentário, bem como sua filha Sylvia Dias. Na guerra, por ser muito famoso, ficou protegido em Paris, até ser sequestrado para ser trocado por alemães. Cícero Dias disse que ficou em um hotel, mas em grande tensão. A ordem era voltar ao Brasil, mas pela esposa ser francesa ficou em Portugal. E depois Picasso o chamou de volta a Paris. Cícero Dias era muito próximo de Picasso, chegaram até a dividir moradia. Mesmo em Paris vinha regularmente ao Brasil.

Obra Galo ou Abacaxi (1940) de Cícero Dias

Em uma dessas vindas expôs na Faculdade de Direito de Recife. Suas obras tinham agora aspectos do abstracionismo e chocaram os conservadores acadêmicos. As cores e detalhes regionais continuavam, mas já misturavam com outras técnicas. O documentário é muito rico, mostrou Recife, vários entrevistados, uma entrevista com Cícero Dias, várias imagens de época ou mesmo de acervos. Na trilha sonora uma obra de Guerra Peixe.


Beijos,
Pedrita

14 comentários:

  1. O que sempre ouvi falar foi que ele viveu a vida toda em Paris

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. liliane, fui pesquisar. cícero dias viveu no brasil até os 30 anos quando seguiu para paris. continuou vindo ao brasil, principalmente a recife periodicamente. até os 30 anos viveu em recife e em alguns momentos no rio de janeiro.

      Excluir
  2. Pedrita você arrasa nas resenha amo a sua postagem,
    já assisti vários documentários através da sua resenha,
    obrigado pela visita.
    Blog: https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
    Canal: https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderExcluir
  3. Interessante essa dica de documentário Pedrita. Obrigada por compartilhar.

    Beijos,
    Pri
    www.vintagepri.com.br

    ResponderExcluir
  4. Olá, Pedrita!
    As vezes eu assisto alguns documentários no Canal Brasil, esse eu não vi.
    Valeu por mais essa dica, amei a resenha!

    Beijinhos ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. andréa, eu tb, eu vi q esse ia ser naquele dia e gravei. vi depois.

      Excluir
  5. Olá Pedrita
    Conheci Cícero Dias aqui no seu blog, quando vc foi na exposição das 125 obras. Ali soube das aquarelas e tb que ele apesar de viver em Paris sempre teve um viés nacional em suas telas.
    Não assisti o doc e certamente o farei, fiquei encantada desde aquela vez com o artista e quero saber mais sobre seu trabalho e personalidade.
    Esse doc deve ser bem recheado de detalhes!
    Já anotei aqui.
    Gratidão por compartilhar.
    Bjs Luli
    https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. luli, acho q vai gostar. a vida de cícero dias é tão rica. conheceu tanta gente que admiramos, é fascinante.

      Excluir
  6. Respostas
    1. lu, eu vi no canal brasil. nunca mais vi na grade de programação. mas não fui na busca.

      Excluir

Bons comentários!