terça-feira, 6 de novembro de 2007

Eterna Magia

Assisti a novela Eterna Magia de Elizabeth Jhin na TV Globo. Eu adoro novelas das seis e com essa não foi diferente. Está certo que começou difícil, precisou de alguns ajustes, mas eu amei! Acho que o 007 faria um tópico bem mais divertido que eu meu. Até o fim da novela ele fazia comentários sarcásticos sobre a participação do Paulo Coelho. Ele disse que o fracasso no ibope se deve ao azar que esse mago traz a televisão. E sua participação no início foi patético. Recentemente revi um Vídeo Show e ele chegou a ir para a Irlanda fazer umas cenas. Que desperdício! Ele não tinha dicção nenhuma e não se entendi nada do que ele dizia. Tanto que ele nunca mais voltou na novela, até seu quadro foi destruído.

Eu adorava o casal principal e ficava torcendo para que eles acabassem juntos. Sofrimento para essa pobre moça não faltou. O rapaz a largou no altar, disse não na hora do sim e fugiu com sua irmã grávida para a Irlanda. Gostei demais das transformações dessa personagem. Assim que ela vê que todos têm pena dela, ela se fortalece, vai para a capital estudar e se torna uma grande empresária no segmento das pedras preciosas. Ela é a excelente Maria Flor, eu adoro essa atriz e acompanho a sua carreira há um tempo. Principalmente desde que ela me emocionou em Cabocla. Ele foi interpretado por Thiago Lacerda. Sua irmã voluntariosa e mimada foi interpretada por Malu Mader.

Outro casal que eu amava era do Max e da Pérola. Eles também sofreram um bocado para conseguirem viver o seu amor. Eliane Giardini estava maravilhosa e eu gosto muito do Werner Schünemann. A trama de Eterna Magia tinha muitos segredos. Muitas histórias traziam segredos demais. Era muito interessante.

Em Eterna Magia apareceram ótimos atores. Eu e minha mãe delirávamos com a Suzana, interpretada divinamente por Daniela Fontan. Adorava quando ela tentava explicar o sumiço do "bibelau". Ou as desculpas quando ela dormia no sofá da patroa. Outros atores que gostei muito foram: o estrangeiro Pierre Kiwitt, os divertidos Eduardo Mancini e Nica Bonfim, que tiveram um final emocionante e lindo, a bela Milena Toscano que o 007 é fã, o gato do Vinicius Manne, minha mãe também suspirava por ele.


Eu adorava as famílias principalmente porque muitas eram pouco ortodoxas. A do Joaquim, interpretada maravilhosamente pelo Osmar Prado era a mais complexa. Ele largara a mulher porque se envolvera com outra. Só que ele descobre depois que ela morre que a maioria dos filhos que ele acha que teve com ela não eram dele, mesmo assim ele cria todos, claro, ele teve tem dificuldade de aceitar os "filhos", mas nunca deixou de amá-los. E ele ainda se casa de novo. A história deles era linda e os atores desse núcleo eram excelentes: Ana Carolina Godoy, Rafaela Victor, Guillermo Hundadze, Rita Guedes, Isabelle Drummond e Lara Rodrigues. Adorava também a família da Loretta, interpretada pela Irene Ravache e sua afilhada Marcella Valente.

Outra família maravilhosa era encabeçada pela incrível Cleyde Yáconis, com Aracy Balabanian, Isaac Bardavid, Thiago de Los Reyes, Cauâ Reymond e Marco Pigossi. Adorava ainda a família cômica dos donos do hotel e padaria da cidade, interpretados pela a doce Lívia Falcão, o simpático Carl Schumacher.
A trilha sonora também era muito bonita, tanto que minha mãe pediu que eu comprasse os dois CDs, nacional e internacional, para ela.



Beijos,
Pedrita

6 comentários:

  1. Pedrita, eu não vi esta novela. Na verdade a acompanhei pelas chamadas durante a programação da Globo e quando via os capítulos aos sábados. Eu adoro novelas de época. Sou fã da Maria Flor. Só não gostei quando cortaram os cachos dela, ficou feia de cabelo curto, mas no final da novela estava linda de novo com os cachos. Ela sempre me emocionada porque é uma atriz que se entrega ao papel. Ela é ótima!
    Mesmo não assistindo à novela eu me emocionei com o casamento da Nina ( acertei no nome dela na novela???), foi lindo lindo!

    Beijos !
    Adorei o post!

    ResponderExcluir
  2. marion, isso, é nina mesmo, tb me emocionei e um thiago lacerda em um cavalo branco gritando eu te amo é tudo de bom

    ResponderExcluir
  3. Oi Pê! A bonequinha deste post está até com cara de noveleira hehehehehe... Tirei aquela foto aos pe´s de um cruzeiro enorme, mas eu queria que desse para ler o que estava escrito ali onde eu estava. Você reparou no garotinho segurando as pranchas ao lado? É o meu filho mais velho! Beijo grande!

    ResponderExcluir
  4. Eu achava essa novela meio risível, fanchona e mal escalada. Tô gostando mais da atual das seis.

    ResponderExcluir
  5. aqueta, é verdade, coloquei a roupa parecida com umas que a nina usava, a personagem da maria flor. e a música com francisco alves e dalva de oliveira também é da mesma época.

    andrea, eu estou adorando a nova da seis. está leve, colorida e com um elenco que adoro.

    ResponderExcluir
  6. Guillermo Hundadze7 de janeiro de 2008 19:40

    Anovela Eterna Magia foi Vibrante e contagiou muita gente, inclusive eu...
    Adorei contracenar com os atores, principalmente com o Osmar Prado, ele é fantástico e me ensinou muito e sou muito grato a ele.
    Meu primeiro trabalho e tenho muito orgulho !
    Deixo meu site, está em construção e quase pronto...
    Um beijo do Guillermo Hundadze ( Quinzinho ).
    Feliz 2008 para todo mundo !!!

    ResponderExcluir

Bons comentários!