quarta-feira, 18 de março de 2009

De Olhos Bem Fechados

Assisti De Olhos Bem Fechados (1999) de Stanley Kubrick em DVD na casa da minha irmã. Sempre quis ver esse filme, tentei inclusive ver no cinema, mas não consegui. É absolutamente maravilhoso! Último filme desse diretor incrível, ele nem chegou a ver o filme em cartaz nos cinemas. De Olhos Bem Fechados permite muitas leituras, e várias não conclusivas. Eu já fiz várias e imagino que vários já fizeram inúmeras outras. É com o casal belíssimo Nicole Kidman e Tom Cruise, mais lindos do que nunca. Muitos fatores me surpreenderam! Esse casal durante o filme entra em crise porque o que disseram abala a relação. Mas não há infidelidade física, só mental. E eles não conseguem olhar para o companheiro depois da revelação dos pensamentos, não dos atos. E as revelações são tão fortes que não sei realmente como conseguem permanecer juntos.

Vou falar detalhes do filme: Outra questão é que não fica claro se tudo foi ilusão ou realmente aconteceu. Não vemos o protagonista sair de um apartamento e passar a caminhar pelas ruas. E ele começa a fazer isso todas as noites. Mas não sabemos se ele sonhou ou realmente tudo aconteceu. O 007 também ama esse filme e me perguntou o que eu achei que aconteceu com o pianista, eu acho que ele foi igualmente morto. Mas ele me lembrou que a moça poderia realmente ter morrido de overdose, e o pianista podia realmente ter voltado a sua cidade e viver com sua família.
Outras duas questões pipocaram na minha mente. Uma deles é sobre o Tom Cruise. O personagem vai em uma reunião de uma seita. Nos Estados Unidos há muitas assim, com grupos de fanáticos que ainda praticam violência contra outras pessoas. Eu fiquei com a sensação que o Tom Cruise não entendeu nada do filme, já que ele entrou para a Cientologia, que não deixa de ser uma seita com ideias bem radiciais. A maravilhosa fotografia é de Larry Smith. Outros do elenco são: Sydney Pollack, Marie Richardson, Todd Field, Leslie Lowe, Radd Serbedzija e Leelee Sobieski.

De Olhos Bem Fechados mostra ainda a superficialidade do mundo em que vivemos. Esse casal tem tudo, está muito bem no relacionamento, mesmo com anos de casados, uma filha linda, uma vida financeira maravilhosa, um apartamento incrível, ele está bem profissionalmente. Ela perdeu o emprego de gerente em uma galeria de arte, mas procura outro. Uma vida sexual intensa! E mesmo assim parecem vazios. Logo no começo eles vão em uma festa de Natal em uma casa luxuosa onde eles não conhecem ninguém. Não vi sentido deles buscarem em uma data familiar um lugar tão impessoal, sem amigos, sem familiares. Até mesmo em um momento moralista, em que ele procura a prostituta que beijou no dia anterior, ele é informado que ela descobriu que é soropositivo. Por uma desilusão, por um sonho, por uma perturbação provocada por sua esposa, ele quase se relaciona com outra mulher colocando em risco a vida de todos, antecipando o fim da vida de todos. Tudo é perfeito, mas eles estão insatisfeitos. E isso ocorre com vários personagens do filme. Amei De Olhos Bem Fechados! Dá pra ver inúmeras vezes e pensar inúmeras outras questões. Surpreendente!

Música do post e do filme: RAM - I Got It Bad And That Ain't Good (2006)

Youtube: Eyes Wide Shut




Beijos,

Pedrita

14 comentários:

  1. Faz tempo que vi este filme, é maravilhosoooo! Deu vontade de ver de novo!
    beijinhos @}--

    ResponderExcluir
  2. Sim, é um belo filme, embora prefira outras obras de Kubrick. Procure ver no cinema, quando for relançado (se for), você ficará mais encantada ainda.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  3. Kubrik ao seu nível.
    Kidman ousada como nunca antes ou depois, num filme bonito que se revê com prazer.

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Stanley Kubrick era mesmo um mestre.
    E sabe o que mais me surpreendeu neste filme? Tom Cruise. Nunca gostei muito dele mas nesse filme está muito bem. E Nicole, com uma sensualidade! Mas é perturbador, né?
    Bom dia para você e fique com Deus.

    ResponderExcluir
  5. Oi Pê,

    Obrigada por seu comentário em meu blogger...

    Vou procurar assistir novamente esse filme, me encheu os olhos ao ler seu post.

    beijo

    ResponderExcluir
  6. Olá Pedrita
    Magnifico este post sobre um filme que foi mal amado por muitos, mas que revelou mais uma vez a genialidade de Stanley Kubrick.
    Beijinhos
    Paula e Rui Lima

    ResponderExcluir
  7. Pedrita, eu vi este filme no cinema e não gostei. O que mais me irritou era o piano de fundo, aquela tecla única apertada a exaustão me deixou maluca no cinema. Odiei.

    Achei tudo muito superficial, principalmente a cena da orgia chique.

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Pedrita, eu nao tenho muita paciência de ver filme com Tom Cruise. Já gostei dele, mas depois percebi que em todos os filmes ele é sempre o mesmo.

    Me pareceu bem confuso a trama envolvendo os dois.

    Mas caso passe no canal por aqui vou procurar assistir.

    Obrigada pela dica.

    Bjus

    ResponderExcluir
  9. eu gostei do filme, não é a obra mais profunda de kubrik, mas é sem dúvida uma história curta, cheia de desencontros e mensagens subliminares. A fotografia é pura beleza e a cerimónia da seita secreta é uma forma de exprimir a arte do realizador. julgo que os actores principais do filme estão lá sobretudo pela sua beleza física.

    ResponderExcluir
  10. O filme agradou-me pouco, talvez por ter lido a novela em que se baseia o filme.

    Boa noite, bom dia!

    ResponderExcluir
  11. adriana e diamante, tb vou querer ver trechos novamente.

    moacy, eu amei esse.

    paula e rui, quanta honra.

    georgia, o tom cruise é maravilhoso. ele arrasa em magnólia e vanilla sky, até mesmo em guerra dos mundos que ele faz um pai displicente está ótimo, mesmo que o filme não seja tão bom.

    geocrusoe, achei de olhos bem fechados muito profundo.

    ematejoca, fiquei com vontade de ler a obra que o inspirou. não sei se será tão genial quando o kubrick, mas quero ler.

    ResponderExcluir
  12. Gostei de ler a leitura que fez do "de olhos bem fechados". Também adoro Kurbrick.

    ResponderExcluir
  13. Achava que você já tivesse visto o filme. "De Olhos bem fechados" é, para mim, muito complexo e perturbador. Eu e o André assistimos no cinema. Eu adorei e ele detestou. Acho que mexe com coisas que não gostaríamos (e não gostamos) de pensar. Para mim, o personagem do Tom Cruise fica tão alucinado com as revelações da esposa que ele pira e começa a ter alucinações porque questiona a fidelidade e o amor e se sente muito só. Achei muito psicológico (depois que a gente começa a fazer terapia, tudo é possível!!).
    Vou rever.
    Denise

    ResponderExcluir
  14. se voce ler o romance
    Breve historias de Sonho, do Arthur Schnitzler vai entender completamente a realidade deste filme,
    eu li o livro duas vezes e vi o filme 4 vezes, adoro a trilha sonora dele....
    e confesso que so cheguei a ideia do filme depois de ler o romance...

    ResponderExcluir

Bons comentários!