terça-feira, 24 de agosto de 2010

Como Era Verde o Meu Vale

Assisti Como Era Verde O Meu Vale (1941) de John Ford no Telecine Cult. Sempre quis ver esse filme porque tinha amado o livro que li há muitos anos. O livro é do inglês Richard Llewellyn. O filme é igualmente belíssimo, com uma fotografia pxb maravilhosa. Filme premiadíssimo relata a história de uma família na Inglaterra onde vários trabalham em uma mina de carvão. O caçula que relata a sua história. No início o Marcelo Janot falou sobre o filme e mencionou que não foi feito colorido porque pela destruição da guerra não pode ser realizado na Inglaterra e onde foi realizado não teria a cor do Vale da Inglaterra.

Como Era Verde O Meu Vale é um filme bastante político, mostra a dificuldade de sobrevivência de uma família quando as relações trabalhistas são bem desequilibradas. Mostra também o crescimento populacional e o aumento da mão-de-obra e as demissões dos que trazem salários maiores. Alguns filhos da matriarca vão embora tentar a vida nos Estados Unidos depois que perdem o emprego. Outros depois vão embora da cidade tentar a vida em outro lugar.

O elenco é estrelado: Walter Pidgeon, Maureen O´Hara, Roddy McDowall, Anna Lee, Donald Crisp e Sara Allgood.
Como Era Verde O Meu Vale ganhou 5 Oscars, Melhor Filme, Melhor Fotografia, Melhor Direção, Melhor Ator Coadjuvante para Donald Crisp e Melhor Direção de Arte. 



From Mata Hari e 007
Beijos,









Pedrita

7 comentários:

  1. Poxa, nunca tinha ouvido falar desse filme.

    Xerinho

    ResponderExcluir
  2. Vi o filme e li o livro há já imensos anos, de qualquer modo, ainda sei que adorei ambos.

    Até me apetece ler o livro outra vez e se encontrar o DVD também o compro.

    ResponderExcluir
  3. "Como o Vale era Verde" título em Portugal deste filme de John Ford é uma das grandes obras-primas do cinema, um filme que mora aqui em casa e que continua a surpreender sempre que o revemos.
    Beijinhos
    Paula e Rui Lima

    ResponderExcluir
  4. Uma pena que Hollywood não faça mais filmes como esse! Hoje à tarde passou no Telecine Cult outra obra-prima clássica: "A felicidade não se compra", de Frank Capra. Só o Telecine salva a vida dos solitários cinéfilos!

    Cultura na web:
    http://culturaexmachina.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. daysinha, minha mãe sempre fala nesse filme por isso ela comprou o livro q amei.

    ematejoca, fiquei com vontade de ler o livro de novo, pq como vc li há muito tempo.

    paula e rui, eu sempre lembro com saudades da trama do livro, agora o filme se juntou a essas lembranças.

    cinthia, imagina.

    autor, eu não penso dessa forma. gosto de todos os canais. mas realmente o cult e o canal brasil trazem filmes maravilhosos.

    ResponderExcluir
  6. Assisti o filme há muitos anos! E é um clássico que vale ser visto e revisto muitas vezes. Não li o livro.
    Denise

    ResponderExcluir

Bons comentários!