domingo, 18 de agosto de 2013

À Margem Esquerda

Terminei de ler À Margem Esquerda (1994) de James Campbell da Editora Record. O nome original é Paris Interzone. Comprei esse livro por um acaso, nem o conhecia. Uma banca de jornal vendia vários livros novos no chão por R$ 9,00. Fiquei olhando os livros, uma ou outra informação, não dava pra pesquisar muito e escolhi alguns. James Campbell é inglês, é difícil achar informações sobre ele na internet e há muitos homônimos, o que dificulta mais. O autor escreve sobre a efervescência cultural em Paris após a Segunda Guerra Mundial.

A figura central é o negro americano Richard Wright. Ele queria ir para Paris, não conseguia o visto, até que a escritora Gertrude Stein interfere e consegue. Richard Wright é autor do livro Black Boy. Gertrude Stein é autora do livro Autobiografia de Alice Toklas publicado no Brasil pela LP&M. Quero ler esses dois livros agora. Richard Wright depois era procurado pelos Estados Unidos, então voltou para Paris para ficar por lá com a família. À Margem Esquerda relata então as várias revistas que saíram nesse período como a famosa Merlin, Os Tempos Modernos e tantas outras, onde todos escreviam além de Wright, Sartre, Simone de Beauvoir, Francis Ponge.

Depois o autor relata a editora de Maurice Girodas que publicava obras que transgrediam, livros eróticos e alguns pornográficos. Muitos escreviam sobre pseudônimo. À Margem Esquerda passa a relatar obras de Alexander Trocchi (foto), Henry Miller, Nabokov, William Burroughs, Marques de Sade, entre outros. Por último À Margem Esquerda fala da Guerra Fria, da CIA, de como as instituições destruíam as relações. Muitos acabavam sendo informantes pressionados, ou por dinheiro, ou por medo. Boatos também surgiam então ninguém sabia o que era verdade ou era para desestabilizá-los e afastá-los da força cultural desses grupos. À Margem Esquerda traz ainda fotografias. Adorei a obra que é possível achar pra comprar no Brasil.

Escolhi um vídeo com a interpretação do Boris Vian, trompete, que é mencionado no livro.
Esse grupo mencionado no livro aparece no filme Meia Noite em Paris do Woody Allen que comentei aqui e que agora quero rever.



Beijos,
Pedrita

8 comentários:

  1. Acho ótimo encontrar livros com preços acessíveis.
    Bom domingo!
    Big Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. lulu, como eu acabo lendo com uma certa frequência, preços acessíveis são importantes.

      Excluir
  2. Nunca ouvi falar nem do livro, nem do autor, mas cá o título pode ser bem diferente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. carlos, o nome original é paris interzone.

      Excluir
  3. Oi Pedrita, gostei muito do jeito que voce escreve o seu blog. Eu sempre procuro blogs que falem de filmes, livros... coisas para me inspirar a ler/assistir mais. Gostei do tema desse livro, vai pra minha lista de coisas que preciso ler... =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. luana, são os temas q tb gosto de ler e comentar.

      Excluir
  4. Ola Pedrita,o nome "Paris Interzone" me soa conhecido,mas não me lembro de ter lido.È uma ótima dica.Uma ótima semana e meu abraço.SU.

    ResponderExcluir
  5. Parece interessante :)
    Tenha uma linda semana!
    Super beijinho no coração.
    Jana Nogueira| Fanpage| Youtube

    ResponderExcluir

Bons comentários!