quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Magnífica 70

Assisti a série Magnífica 70 na HBO. Que obra de arte! A direção é de Claudio Torres e Carolina Jabor.  Magnífica 70 é baseada em um roteiro de Toni Marques. Um dos melhores personagens da carreira do Marcos Winter, ele está impressionante. Ele interpreta Vicente, um funcionário público da censura que define se os filmes brasileiros serão ou não censurados. Ele tem esse emprego graças ao sogro, um militar, interpretado pelo Paulo César Pereio. Nunca sabemos as emoções do Vicente. Ele faz tudo do mesmo jeito, praticamente sem expressões. Vemos uma personalidade atormentada, um olhar apaixonado muito raramente, mas dificilmente estamos sabendo o que acontece. Parece um homem muito inteligente, sensível, mas que reprime completamente suas emoções. As duas mulheres, sua esposa e a atriz, são interpretadas por atrizes que adoro: Simone Spoladore e Maria Luísa Mendonça.

Vicente fica muito perturbado com uma atriz e personagem de um filme e o censura. O produtor e a atriz vão tomar satisfações e ele fica perturbado. Resolve então procurar o casal e dizer que sabe como fazer o filme passar na censura sem dizer quem é. É forçado a dirigir a cena e parece tomar gosto de fazer cinema. Mas, como disse, ele esconde as emoções. Começa uma trama complexa, onde ninguém parece ser o que é, cheia de reviravoltas, maravilhoso. A dualidade toda é incrível. Vicente envolvido na Boca do Lixo, apesar de desejar a atriz, ele permanece casto quase todo o tempo. A esposa resguardada, vai fazer um tratamento em uma clínica da elite na linha Reishniana e acaba vivendo orgias e loucuras que o marido na Boca do Lixo nem imagina. Essa inversão do pudico e do devasso é incrível em Magnífica 70. Nada é o que parece ser.

Magnífica 70 acaba falando desse período hediondo da ditadura e do cinema da Boca do Lixo. É sensacional. O produtor da Magnífica 70 é um ex-caminhoneiro interpretado por Adriano Garib. A esposa do militar por Joana Fonn. Stepan Nercessian o dono da produtora. André Frateschi o ator canastrão e narcísico. O irmão da atriz por Pierre Baitelli. Os patrocinadores por Fábio Marcoff, Shalon Hsu e Carlo Mossy. O auxiliar do produtor por Leandro Firmino. Os profissionais da censura por Juliana Galdino e Rogério Fregnan.

Vários atores fazem participações: Bella Camero, Julia Ianina, Charles Fricks, Roney Vilela, Hamilton Vaz Pereira, Eduardo Galvão e Milhem Cortaz. Tudo é impecável, luz, cenografia, figurinos, ambientação de época e a trilha sonora, encabeçada pela canção Sangue Latino dos Secos e Molhados. O sucesso foi tanto que está anunciada a segunda temporada. Aguardo ansiosamente.

Beijos,
Pedrita

12 comentários:

  1. Esse meu defeito de não gostar de nada nacional(só documentários) me fez não vê Magnífica 70, que já vi muitas vezes, na programação.
    Por isso é bom ter contato com vc, Pedrita.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. liliane, é obra de arte. tudo impecável, inteligente.

      Excluir
  2. Olá, tudo bem? Sobre o programa É de Casa: o programa não vai bem na audiência. Perde para os desenhos do SBT. Achei interessante a proposta, mas há um excesso de apresentadores e/ou repórteres... Bjs, Fabio www.fabiotv.zip.net

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fabio, chaves sempre derrubou qq programa e não é sinônimo de qualidade. o mesmo para desenhos no mesmo horário. o programa é bom.

      Excluir
  3. Uau! Isso foi uma critica positiva, depois dessa não tem como não colocar "Magnifica 70" na minha lista de "PRECISO VER"!

    Pandora
    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. Resenha maravilhosa amei a dica, bom final de semana
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=EgeQXJjUpSQ
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Pedrita, foi uma série incrível mesmo! Eu fiquei muito envolvida com a história! Cada capítulo foi sensacional, a história ficava cada vez melhor. Foi uma série que me fez rir e me fez chorar. Me chocou também, afinal a violência mostrada ali é absurda e pensar que é uma violência que pode facilmente existir na vida real, choca mais ainda. Os atores estavam magníficos! Olha o trocadilho com o nome! Estou ansiosa pela segunda temporada! Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. patry, eu tb me envolvi muito. as reviravoltas eram incríveis, bem estruturadas, inteligentes. tb aguardo ansiosamente a segunda temporada.

      Excluir
  6. Eu vi a série e eu realmente gosto. Podemos ver uma homenagem ao cinema brasileiro na série Magnifica 70, o que nos coloca precisamente na década de 70 em São Paulo, em um momento difícil para o país com uma ditadura militar e filme censurado, onde ele não poderia falar sobre a sexualidade ou crítica governo. Na série, o protagonista, Vincent, trabalha dando relatórios têm de censurar filmes. Admiração e fascínio por um protagonista desses filmes leva a Boca de Lixio para trabalhar como director no lindo produtor de cinema cinematográfica, uma atmosfera de desejo e proibição.

    ResponderExcluir

Bons comentários!