domingo, 13 de março de 2016

O Ciúme

Assisti O Ciúme (2013) de Philippe Garrel no Max. Eu já tinha ouvido falar nesse filme, em matérias sobre mostras competitivas e queria muito ver. Faz pouco tempo que descobri Louis Garrel. Já tinha visto alguns filmes com ele, mas eu não o tinha personificado. Recentemente vi Um Castelo na Itália e comecei a prestar a atenção nesse ator, um pouco depois ele veio ao Brasil e vi várias matérias sobre ele e entrevistas. Eu tinha visto faz tempo Os Sonhadores do Bertolucci, achei ele lindo, mas depois esqueci. Agora está entre meus atores preferidos e quero ver outros filmes com ele.

Philippe Garrel é o pai do Louis. A que faz a irmã de Louis é Esther Garrel também é irmã real do Louis e filha do diretor. Louis Garrel também tem dirigido filmes. O Ciúme começa com a separação de um casal. Eles tem uma filha. A esposa reclama que o marido tem pouco dinheiro. Ele se apaixona por uma linda mulher interpretada por Anna Mouglalis e vão morar juntos em um pequeno apartamento no fim de um prédio. Acanhado o apartamento, mas uma graça.

E a nova companheira também começa a reclamar da falta de dinheiro do casal, do desconforto do apartamento. Tem crises enormes de morar naquele apartamento. Ele é ator, ganha pouco, ela é atriz sem trabalho há anos. Ainda no elenco estão: Rebecca Convenant, Olga Mishtein, Manon Kneusé e Arthur Igual.

Beijos,
Pedrita

20 comentários:

  1. Seus textos sobre filmes sempre jogam na minha cara que eu realmente preciso melhorar e vê mais filmes... Bons filmes! KKK

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu tinha a mesma sensação com teatro. tenho tentado me redimir. filme é mais fácil pq é só procurar no controle remoto e ver.

      Excluir
  2. Não conhecia o filme, Pedrita e fiquei bem interessado. Pelo visto, os problemas nos relacionamentos se repetiam.
    Preciso conferir.

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de reinauguração. Serão quatro vencedores!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é verdade, mas é bem profundo. nem tanto ligado ao ciúmes.

      Excluir
  3. Gostei da dica Pedrita. Parece ser ótimo, preciso conferir!

    Beijos, Pri
    vintage.blogspot.com


    ResponderExcluir
  4. Olá Pedrita!
    Deve ser um ótimo filme, fiquei curiosa para assistir!
    O seu blog está lindo, gostei do novo visual!

    Bjs, ótima semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. andréa, é ótimo filme sim. obrigada pelo visual, eu adoro esse layout da porta. acho q é o meu preferido. até tb por ser laranja.

      Excluir
  5. Essas mulheres reclamam demais e não fazem nada para mudar a situação(risos).
    Quase não vejo o Max por não lembrar de procura-lo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. liliane, a primeira trabalhava e sustentava tudo. mas a segunda reclamava sem fazer nada mesmo. sem se mexer pra mudar.

      Excluir
  6. Eu gosto muito de filme europeu. Ótima dica, vou procura mesmo assistir este.

    ResponderExcluir
  7. Oi, Pedrita,

    Pelo que foi dito, associei um pouco a trama ao eterno desafio, de muitos artistas, de se equilibrarem entre o "feijão e o sonho", ou seja, entre as necessidades materiais, e o sonho de viver de arte. Fiquei desejando saber onde entra o ciúme na estória, rsrs.

    Beijoca

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. marly, o resumo é esse, o ciúme. tb fiquei procurando.

      Excluir
  8. Acabei por ficar bem curiosa para ver este filme, vou ver se o faço nestas férias. Beijinhos.

    ResponderExcluir

Bons comentários!