segunda-feira, 19 de março de 2018

Um Homem Chamado Ove

Assisti Um Homem Chamado Ove (2015) de Hannes Holm no TelecinePlay. Há um tempo li uma crítica desse filme que elogiava mas dizia que não era original, então não me animava muito em ver. Que pena, porque é um filme lindo demais.

Ove é um homem metódico, de difícil convivência. Solitário, ele é demitido do emprego. Resolve então encurtar sua vida para ir ao encontro de sua esposa. Ela tenta suicídio várias vezes, sempre sem sucesso. Ele vive em um condomínio onde é mandão e prepotente. Mas volte e meia ele está ajudando alguém. Não esperava alguém resolver, ia e fazia o que tinha que ser feito.

Nas tentativas de suicídio, Ove vai relembrando sua vida sofrida. Eu me identifiquei muito com a falta de afeto físico com seu pai. Sim, o pai o amava muito, mas era seco em transmitir afetividade fisicamente. Ove ficou assim também já que sua mãe morreu quando ele era muito pequeno. Rolf Lassgard está incrível como Ove, ele jovem é interpretado por Filip Berg. Adorei a vizinha iraniana interpretada pela Bahar Pars. Ela se muda para o condomínio do Ove e o inferniza. A relação dos dois emociona.

Linda a atriz que faz a esposa de Ove, Ida Engvoll. Alguns outros do elenco são: Börge Lundberg, Chatarina Larsson, Anna Lena-Brundin e Fredrik Evers.


Beijos,
Pedrita

10 comentários:

  1. Olá Pedrita
    Não conhecia o filme, fiquei curiosa, gosto de narrativas diferentes que proporcionam reflexão e um novo olhar sobre a vida!
    Vou anotar aqui.
    Bjs Luli
    https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Vi e gostei muito desse filme.
    No inicio, aquele grosseria dele, aquela rispidez dele tenha me feito quase desistir de vê.
    Os atores não conheço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. liliane, era grosseiro, mas dava pra ver que eram manias exageradas.

      Excluir
  3. Gostei bastante. É um belíssimo filme sobre a vida.

    Bjos

    ResponderExcluir
  4. Olá, Pedrita!
    Gosto quando as pessoas se transformam para o lado do bem,
    gostei da resenha!

    Beijinhos ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. andréa, ove sempre é bom, só é um homem lotado de manias.

      Excluir
  5. Também já li críticas sobre esse filme e até já pedi pro meu marido gravá-lo, mas ainda não o vi.

    ResponderExcluir

Bons comentários!