terça-feira, 1 de setembro de 2009

Um Povo nas Sombras


Assisti ao documentário iraniano Um Povo nas Sombras (2008) de Bani Khoshnoudi no festival É Tudo Verdade na Cinemateca Brasileira. Esse documentário mostra Teerã, seu crescimento rápido, o excesso de população, o crescimento desordenado e irregular. Lembra São Paulo pelo excesso de trânsito, muitos prédios. O que diferencia é que Teerã é uma cidade recente, que foi muito recentemente destruída pela guerra. Então tudo é novo, mas os conflitos estão lá. Bairros com muita pobreza. Shoppings idênticos. Outro diferencial é o fanatismo religioso. Gostei de mostrarem vários canais de televisão com programas do país e o que passavam naquele momento. Há entrevistas com fanáticos ressaltando a importância do sangue dos mártis para a revolução. Que uma revolução só tem valor com o sangue dos mártires. As músicas inclusive ressaltam a importância de dar a vida pela seu povo. A população é normal com poucas mulheres vestidas totalmente de negro e de forma austera. A maioria há executivos vestidos de ternos, mulheres vestidas sociais, muitos de jeans, com iPods e celulares potentes. O que diferencia é que as mulheres usam sempre lenços e vários são muito bonitos. O festival É Tudo Verdade acontece em São Paulo e no Rio de Janeiro até meados de setembro. As apresentações são gratuitas.


Bejios,

Pedrita

10 comentários:

  1. Seu blog devia chamar-se " A Vida ultra-cultural de Pedrita!", ou "Pedrita Também é Cultura"
    Bj ;)

    ResponderExcluir
  2. Teerão é uma cidade que gostava de conhecer... se não fosse sede de fanatismos.

    ResponderExcluir
  3. Não o vi, mas, pelo visto, parece ser bastante interessante. E Teerã deve ser uma cidade incrível...

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  4. Adorei!!! Li dois livros biográficos que falam sobre Teerã...e as descrições são muito parecidas com a sua. Fiquei curiosa pra ver!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Passando para deixar um grande beijo!!

    ResponderExcluir
  6. Oi Pedrita.

    Teerã deve ser um lugar muito interessante mas bem perigoso.
    Ou talvez não ...

    Bjs.
    Elvira

    ResponderExcluir
  7. Olá, Pedrita

    Se não fosse o fanatismo, Teerão seria uma cidade bem interessante a visitar.

    Beijinhos
    Isabel

    ResponderExcluir
  8. Pedrita, é muito legal ver a cultura de outros povos, às vezes temos uma visão muito distorcida e isso ajuda a expandir a mente!
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. la socière, obrigada.

    geocrusoe, confesso que nunca me animei de conhecer teerã.

    carla, nunca tinha lido nada sobre teerã.

    ResponderExcluir
  10. Pedrita, eu tenho uma amiga que vem do Teera, uma pessoa super agradável, gentil, amiga e que faz cada quitute que é uma delicia.

    Bjus

    ResponderExcluir

Bons comentários!