segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Riacho Doce

Assisti em DVD a minissérie Riacho Doce (1990) de Aguinaldo Silva e Ana Maria Moretzsohn. A direção é de Paulo Ubiratan. Minha mãe que me emprestou esse DVD, essa minissérie é baseada na obra de José Lins do Rêgo que não li, infelizmente. É uma bela minissérie, as cenas externas foram filmadas em Fernando de Noronha  e são belíssimas. A direção de fotografia é de Dante Leccioli. Os atores estão no seu auge de talento e beleza, Carlos Alberto Riccelli, Vera Fischer e Luíza Tomé. Na época que os atores interferiam menos em sua figura, menos intervenções estéticas, portanto muito mais bonitos e menos plastificados. Vera Fischer está deslumbrante com suas formas voluptuosas, com seus culotes e coxas naturais. Hoje exigiriam muita malhação e intervenções cirúrgicas de redução. Triste, a beleza de cada um é que é a mais bela. Suzy Rêgo também está lindíssima!

Recentemente começaram a discutir sobre a diminuição dos capítulos das minisséries, que tirariam enrolações. Eu não sentia isso, tinha visto histórias que tinham até muito mais a contar nos 5 ou 6 DVDs como Chiquinha Gonzaga, JK e Um Só Coração, minisséries que passaram pela história, tinham núcleos ficcionais que ajudavam a entender o contexto. Riacho Doce foi a primeira minissérie que entendi essa discussão. Eu acho que a arte não pode ter amarras demais. A TV Globo pode programar a grade de programação, o tema da minissérie é decidido muito antecipadamente e pode ter dois modelos, os mais longos e os mais curtos, dependendo da obra que vão adaptar ou criar. Em Riacho Doce muitas cenas são esticadas a exaustão. É uma bela minissérie, mas a trama fica arrastada em vários momentos. As cenas em Fernando de Noronha são deslumbrantes, aproveitam para esticar bem as imagens, mas em alguns momentos a trama fica bem cansativa.

Na minissérie um casal que morava na Suécia vai para Riacho Doce. Ela frágil é brasileira, no livro ela é sueca, o nome no livro também é outro. Carlos é interpretado pelo Herson Capri. A Vó Manuela é interpretada brilhantemente pela Fernanda Montenegro. Eu tenho dificuldade de embarcar na obra. Riacho Doce ainda não é das produções da TV Globo com tanta perfeição. Achava estranho que a primeira vez do casal é em cima de um morro, com o mar de paisagem, sendo que ela traía o marido e os pescadores poderiam estar no mar. Não conseguia entrar na cena e apreciar imaginando que alguém pudesse vê-los. Também há uma pequena quebra nas cenas em estúdio das externas, algo que hoje sentimos menos. Embora seja uma época que a moda não favoreça, os figurinos da Eduarda são belíssimos e são concebidos por Beth Filipeck.

O elenco é incrível:  Lú Mendonça, Beth Goulart, Nelson Xavier, Sebastião Vasconcelos, Osmar Prado, Ewerton de Castro, Roberto Frota, Suzy Rêgo,  Valéria Alencar, Adriana Canabrava, Ana Rosa, Pedro Vasconcelos, Joffre Soares, Rômulo Arantes, Chiquinho Brandão, Juliana Martins, Denise Milfont, Eduardo Felipe, Alethea Miranda, José Paulo Jr., Fábio Junqueira, Luís Maçãs e Fernando José.


Beijos,

Pedrita

4 comentários:

  1. eu li varios livros do JLINS DO REGO, todos muitos bons! Mas não li Riacho Doce, vou procurar para ler.

    Se programe para vir ao nosso proximo Cachoeira Doc, que sera todo exibido no novo cinema que a Universidade esta reconstruindo,no antigo cinema que estava em ruinas!

    ResponderExcluir
  2. Eu assisto muito ao canal Viva que retransmite muita coisa que foi boa na Globo. E sabe o que mais gosto? De rever os elencos que deixaram uma saudade muito grande. Hoje reduziu-se por demais o número de talentos e aumentou excessivamente a exposição por beleza (muitas vezes fabricada com tecnologias). A TV aberta quase não tem mais nada de louvável. Lebro muito dessa minissérie, foi muito agradável (só as externas de Fernando de Noronha eram um espetáculo à parte. Abraços, Pedrita. Paz e bem.

    ResponderExcluir
  3. Pedrita, eu assisti Riacho Doce e adorei e rever aqui é tudim de bom.

    Valeu!

    Obrigada


    Um grde beijo

    ResponderExcluir
  4. fátima, preciso ler algo dele.

    cacá, eu vejo um pouco o canal viva, o excesso de comerciais me afastaram da programação. muito cansativos e repetitivos os intervalos.

    georgia, obrigada.

    ResponderExcluir

Bons comentários!