domingo, 21 de junho de 2015

O Orfanato

Terminei de ler O Orfanato (1965) de Hubert Fichte da Editora Guanabara. Eu peguei emprestado da minha vizinha, a capa é igual a essa imagem. Cometi o erro que raramente faço antes de ler, li a orelha e na orelha contam o fim do livro. O livro é todo montado no mistério. Pelo olhar de um garoto acompanhamos as dúvidas dele porque ele não pode ficar com a mãe. Na época do livro uma criança podia ser colocada no orfanato se tivesse somente um pai ou uma mãe.

Obra Duas Crianças Ameaçadas por um Rouxinol de Max Ernst

Logo ficamos sabendo que a mãe não podia comprovar a existência do pai, então não conseguia alugar um quarto com uma criança. Era proibido alugar quartos para mães solteiras ou sem comprovação. E a mãe acha que será bom o filho aprender o que é ser católico, costumes católicos. Descobrimos que é a Segunda Guerra Mundial e há bombardeios em outras cidades.

Obra Paisagem Apocalíptica (1912) de Ludwig Meidner

Para as crianças do orfanato, ser católico era não ter pensamentos ruins. Eles o tempo todo ficando policiando os pensamentos dos outros e os deles. Em nenhum momento aprendem com as freiras a caridade, a fazer o bem ao próximo. Só os pensamentos é que parecem ser importantes.

Tanto o compositor como os pintores são alemães como o escritor.



Beijos,
Pedrita

14 comentários:

  1. O vídeo só aparece o rosto do homem, fumando.
    O livro parece interessante.
    Vc está lendo ,Culpados, de Kate Chopin?
    É sobre o que?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. liliane, não achei vídeos com músicos interpretando algum repertório do compositor. só vídeos com áudio.
      estou adorando culpados. é uma escritora americana que conta a história de uma viúva que assume a fazenda.

      Excluir
  2. Oi Pedrita,
    Não gosto de livros que dão spoiler antes da gente ler.
    Se tiver algum muso da semana pra me sugerir, por gentileza me fala nos comentários do blog.

    Big Beijos
    Lulu on the Sky

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. lulu, fiquei bem irritada.
      estou pensando em musos.

      Excluir
  3. Parece interessante. Eu também não gosto de ler as orelhas antes (e, às vezes, nem os prefácios, rsrs)

    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Nos parece meio estranho o cristianismo de anos atrás, época em que fazer o bem, aparentemente não era importante. Tanto que piedosas senhoras, que passavam o dia na igreja, judiavam dos escravos. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. carlos, hipócrita esse catolicismo que só policia pensamentos, mas ignora a caridade.

      Excluir
  5. Voce vai amar Jose Geraldo Vieira, "A ladeira da memoria" se é que você já não leu!

    ResponderExcluir

Bons comentários!