segunda-feira, 18 de abril de 2016

Tempos Extremos de Míriam Leitão

Terminei de ler Tempos Extremos (2014) de Míriam Leitão da Editora Intrínseca. Na época do lançamento surgiram muitas matérias e fiquei com muita vontade de ler. Admiro demais o trabalho jornalístico de Míriam Leitão e o tema do livro me interessava. É ficção. Em textos sobre o livro falam que a jornalista foi em uma fazenda em Minas Gerais e ficou imaginando que histórias guardava, começou então o início do que seria a obra.

Obra Ouro Preto (1957) de Yara Tupynambá

Tempos Extremos fala de dois momentos vergonhosos brasileiros, a escravidão e a Ditadura Militar. Uma família se reúne em uma antiga fazenda em Minas Gerais para comemorar o aniversário da matriarca que faz 88 anos. Os filhos tem atritos e aos poucos vamos conhecendo os seus segredos. A neta vai dormir em um quarto que dizem mal assombrado e passa a ter contato com os escravos que viveram na fazenda.

Obra de Jean-Baptiste Debret.

Muito interessante como a autora costura as tramas. A neta fala com os escravos que morreram na fazenda. Ela vive também o drama de ter um pai desaparecido na ditadura. Também muito interessante como costura as tramas dos irmãos. Um é militar e a outra foi revolucionária e teve o marido desaparecido. Colocar personagens falando de seus dramas nos aproximam de suas dores. Como deve ter sido difícil para a esposa e para a filha procurarem incansavelmente por um parente desaparecido. Na trama da escravidão também dois irmãos se desentendem. A moça tenta conseguir a alforria com a patroa que vai casar. Mas o irmão quer que a irmã siga com ele em fuga.

Obra Vermelho e Verde em Mutações Cromáticas (1986) de Israel Pedrosa

Míriam Leitão mostra na trama da ditadura os riscos de relatar torturas e mortes. Um oficial que tudo viu entrega fotos e é assassinado depois. A autora mostra também o quanto o silêncio coloca vidas em riscos, mas o quanto é perigoso denunciar. E reforça o fato de tudo ainda ser escondido, expondo todos a riscos. Gostei demais de Tempos Extremos, gosto muito das obras da Editora Intrínseca. Míriam Leitão declarou recentemente que foi torturada na ditadura.


Beijos,
Pedrita

17 comentários:

  1. Ótima resenha dica maravilhosa, tenha uma semana abençoada.
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM
    Blog:http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Pedrita,
    Eu tbm admiro muito o trabalho jornalístico da Míriam Leitão,
    com certeza é um grande livro, ela é demais!


    Beijinhos, ótima semana! ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. andréa, ela é demais realmente. e é um grande livro.

      Excluir
  3. Olá, Pedrita!
    Sem dúvida a Miriam Leitão é uma grande jornalista e esse livro deve ser ótimo.
    Big beijos
    Lulu on the sky

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. lulu, grande jornalista sim. o livro é ótimo mesmo.

      Excluir
  4. Interessante, embora eu não curta a Leitão como jornalista!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fatima, eu acompanho bastante a míriam leitão na globonews. são ótimos programas. vi um sobre violência contra a mulher, com várias entrevistadas, incrível. e as matérias no o globo tb.

      Excluir
  5. Bonita capa, a resenha indicia uma obra interessante, nunca ouvi falar da autora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. carlos, amei a capa tb. é uma importante jornalista brasileira. autora de alguns livros, uns sobre economia.

      Excluir
  6. Não gosto mais de Miriam Leitão, se bem que, ainda, gosto de ouvir os comentários dela na Globo News.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. liliane, gosto muito da míriam leitão. não é a esmeralda não.

      Excluir
  7. Gosto da Miriam, não tinha visto livros delas ainda. As obras de Debret eu já conhecia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ruby, a maioria é de economia. esse que é de ficção. tb gosto da míriam leitão. sim, achei que a obra de debret ilustrava bem o momento que a obra fala de escravos.

      Excluir
  8. ótima dica, deve ser mt bom este livro... bjos http://anaherminiapaulino.blog.uol.com.br/

    ResponderExcluir

Bons comentários!