domingo, 22 de maio de 2016

Uma História Verdadeira

Assisti Uma História Verdadeira (2015) Rupert Goold no TelecinePlay. Nunca tinha ouvido falar nesse filme. É a história do jornalista Michael Finkel baseada na autobiografia que ele escreveu. Mike era jornalista do New York Times, fez uma matéria de capa para a revista sobre um negro escravo, só que descobrem que ele uniu histórias de vários jovens em uma só para dar mais impacto. É uma prática comum do jornalismo americano. Ele foi mais escancarado, mas esse hábito de exagerar nos dramas, nos heróis, é americana. O Brasil anda copiando esse mal hábito. Potencializar uma história para vender mais e chamar mais a atenção. Essa prática é mais discreta que o sensacionalismo, mas mente do mesmo jeito.

Esse jornalista é então severamente punido, não consegue emprego, até que um fã seu o procura e fala que um homem que matou a família foi preso dizendo que era esse jornalista. Michael Finkel vai descobrir e encontra um homem frio, manipulador e muito inteligente. Michael Finkel descobre várias semelhanças entre eles, o estilo das anotações quando escrevem, entre outros detalhes. O assassino é Christian Longo, ainda será julgado e quer ajuda do jornalista para que este escreva a sua história. Os dois atores estão incríveis: Johan Hill e James Franco. Alguns outros do elenco são: Felicity Jones, Ethan Suplee, Robert John Burke e Maria Dizzia.

Michael Finkel coloca várias ironias contra o New York Times. Ele comenta com o editor que foi ele que disse que desejava uma grande história, com um personagem forte. No final a ironia é maior. Michael Finkel nunca mais conseguiu escrever para o New York Times, mas o jornal passou a comprar artigos do assassino e publicar na revista. Um homem que mata uma família inteira pode escrever no jornal, mas um que errou e assumiu não. Não concordo com o que o Michael Finkel escreveu, mas volto a dizer que a indústria do herói nos Estados Unidos contamina o jornalismo e que Michael Finkel não é o único a cometer crimes nos textos para vender mais jornal. Espero que o Brasil abandone esse hábito nocivo também. Esse tema, livro e filme podem promover inúmeras aulas em faculdades de comunicação. São muitos temas para analisar.

Michael Finkel escreveu um livro sobre essa história que quero ler e continua atuando como jornalista. Christian Longo continua preso, escrevendo artigos e vendendo aos jornais americanos.


Beijos,
Pedrita

12 comentários:

  1. Essa sua caixa de comentários para mim, está demorando a abri. Nãos ei se está acontecendo com todo mundo que comenta aqui.
    Não vi esse filme quando estava procurando alguma coisa para vê.
    Terminei achando no Sundance, o que postei agora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. liliane, vou analisar e perguntar. não sei se tenho o sundance. acho que não. esse filme é bom. ah, eu estava vendo outro filme com animais.

      Excluir
  2. As árvores que quero colocar na laje são mudas proprias para ambientes pequenos.
    Acho que vai dar certo. Vou tentar.

    ResponderExcluir
  3. O animal é uma pomba que não é maltratada.

    ResponderExcluir
  4. James Franco além de lindo é um ótimo ator.
    big beijos
    www.luluonthesky.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. lulu, realmente. ele assusta nesse filme. frio, calculista, mentiroso, manipulador.

      Excluir
  5. Bom dia, querida Pedrita!
    Esse é um filme que eu adoraria assistir!

    Beijinhos, abençoada semana ♥

    ResponderExcluir
  6. Precisando assisti esse filme, tenha uma semana abençoada.
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderExcluir
  7. A história é bem interessante e inusitada, além de como vc bem citou, a prática de modificar a história infelizmente é algo comum na matérias jornalísticas atuais.

    É curioso no filme é ver Jonah Hill e James Franco juntos em papéis sérios. Geralmente eles trabalham juntos em comédias.

    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hugo, exatamente. o filme se mostra muito atual. não tinha pensado nisso sobre os dois atores. raramente vejo comédias. vou pesquisar aqui se já vi alguma com os dois. acho improvável.

      Excluir

Bons comentários!