quinta-feira, 26 de maio de 2016

Concerto do Centro de Música Brasileira

Fui ao concerto do Centro de Música Brasileira no Centro Britânico Brasileiro. Inicialmente tocou a pianista Eliana Monteiro da Silva que faz uma pesquisa de obras de compositoras. No repertório tocou três brasileiras: Cacilda Borges Barbosa, Eunice Katunda e Nilcéia Baroncelli. Eliana ressaltou a importância do CMB de difundir a música erudita brasileira que tem tão poucos espaços para execução. Eu completaria que é esse o motivo que muitos não conhecem, porque são pouco executados. Lindas as obras. Eliana comentou que a Katunda está em publicações internacionais. Segue detalhes desse programa: 


Eunice Katunda - Dois Estudos Folclóricos para piano solo
I. Canto Praiano
II. Canto de Reis

Nilcéia Baroncelli - Os tons da claridade (piano solo)
  
Cacilda Borges Barbosa - Estudo Brasileiro nº 1 (piano solo)                                                                                                                    

Diorama 3º vol. nº 2 (piano solo)

Depois apresentou-se o Duo Flutuart com flauta e piano, Paula Pascheto e Lucas Carvalho. Vocês sabem o quanto gosto de flauta. As primeiras obras foram de Patápio Silva, lindas. As obras desse compositor são bem acessíveis ao público, apesar de muito difíceis, principalmente para a flauta. Tanto que foi a valsa dele que o público pediu de bis Depois o duo tocou obras de Edmundo Villani-Côrtes, Osvaldo Lacerda e Radamés Gnattali. Lindas!
Crédito da foto: Letícia Lima.
Programa:

Evocação Op.1 – Patápio Silva (1880-1907)
1. Andante Assai

Serenata D'Amore  Op.2 - Patápio Silva (1880-1907)
1. Romanza

Margarida Op.3 - Patápio Silva (1880-1907)
1. Mazurca

Primeiro Amor Op. 4 - Patápio Silva (1880-1907)
1. Valsa

- Sonata -  Osvaldo Lacerda (1907-2011)
1. Moderato
2.  Moderadamente Lento
3. Allegre

Ipê Amarelo - Edmundo Villani Côrtes (1930)

- Sonatina Re Maior – Radamés Gnattali (1906-1988)
1. Allegro Moderato
2. Expressivo
3. Allegro (Lembrando Pixinguinha)


Além de um concerto maravilhoso, era gratuito. O teatro estava bem cheio.

Beijos,
Pedrita

7 comentários:

  1. Eu acho concerto tão chique, belo programa amiga!

    Beijos ♥

    ResponderExcluir
  2. Pedrita, no Brasil há alguma tradução de Tess de Thomas Hardy?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rui, não há. há um outro livro do thomas hardy, mas não esse.

      Excluir
  3. Excelente post!
    bjs
    http://www.pinkbelezura.com/

    ResponderExcluir
  4. Como diz a Andrea, é mesmo muito chique um concerto! Vc é muito chique!
    Beijos
    Adriana

    ResponderExcluir

Bons comentários!