sexta-feira, 18 de novembro de 2016

The Walking Dead - 3ª Temporada

Assisti The Walking Dead - 3ª Temporada (2012) de Frank Darabont no Now. Agora os personagens estão mais sujos, mais violentos e mais acostumados com os zumbis. Eles já não se assustam tanto com a aparição dos zumbis. Eles já sabem atrair os zumbis para outros passarem, já convivem melhor com os zumbis. É a primeira temporada com 16 episódios, as outras terão a mesma quantidade. Antes eram bem menos episódios.

E tudo vai ficando então mais violento. Eles chegam em uma prisão, preparam a prisão para poder ficar um tempo por lá. Matam e queimam os zumbis. Vários grupos aparecem. Na prisão estão detentos que aguardam pessoas retornarem e não tem a menor noção do que acontece lá fora. A prisão está então muito bem abastecida de alimentos.

Aparece uma cidade liderada pelo Governador interpretado por David Morrissey. Um ditador mentiroso e cruel que finge proteger as pessoas dos zumbis. Merle que tinha sumido da primeira temporada, pouco tinha aparecido, é um personagem importante dessa cidade. Como ele mesmo diz, é pago para fazer o serviço sujo. Ele é interpretado por Michael Rooker. Insuportável o "médico" que vive totalmente alienado de tudo o que acontece. Ele é interpretado por Dallas Robert.

Michone aparece, uma personagem cativante. Ela cuidou da Andrea e anda com dois zumbis em uma corrente. Corajosa e destemida é interpretada brilhantemente pela Danai Gurira. Há uma insinuação de que ela e a Andrea estavam juntas. Andrea é interpretada por Lauren Holden. Os personagens estão mais espalhados. Outro personagem que surge é o amigo do Rick na primeira temporada. Achei que ele ia ser juntar ao grupo porque adorava o personagem, mas infelizmente não. Ele é interpretado por Lennie James.

Carl está cada vez mais chatinho. Mas Rick fica chato boa parte do tempo também nessa temporada, por sorte se recupera e voltei a gostar dele. Ele é interpretado por Andrew Lincoln. Teve uma hora que não conseguia gostar de ninguém nessa temporada. Muito triste a cena que o Carl precisa atirar na cabeça da mãe que morreu no parto. Ele é interpretado por Chandler Riggs. Como sempre há uma mudança enorme de personagens. Muitos morrem, outros chegam. Alguns achava que iam se juntar ao grupo, mas não. Outros se juntam mas morrem. Os que não se juntaram aparecem depois. Enfim, tudo é bem mais mutável agora.

A série está cada vez mais violenta e já me disseram que só piora. Tem momentos que é um sofrimento assistir, confesso que não entendo porque continuo vendo. Acho que sei, o roteiro é muito bom, as tramas são ótimas, mas confesso ser muito difícil ver o pior dos seres humanos na maior parte do tempo. Que venha a quarta temporada. O Hugo do Cinema - Filmes e Seriados comentou a Terceira Temporada aqui. Vou ler agora o post dele. Os meus posts das temporadas estão aqui.

Beijos,
Pedrita

14 comentários:

  1. Olá Pedrita
    Há a questão filosófica quem é bom e quem é mau, entre os sobreviventes e os criminosos.
    E a surpresa, pelo menos nos quadrinhos, da Penny, a filha zumbi do vilão.
    O Merle não é tão malvado quanto parece, pena que é preciso matá-lo.
    Vai sim ficando mais violento, mas como vc disse o roteiro é bom e a trama tb. Viciante rs
    Bjs Luli
    Café com Leitura na Rede

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. luli, realmente há muitas questões filosóficas. e a penny choca realmente. eu acho o merle muito mal caráter. viciante. concordo.

      Excluir
  2. Pedrita, a terceira temporada foi uma das que eu mais gostei. E , como vc já sabe, a Michonne virou uma das minhas personagens preferidas. Ela é sensacional! E continua sensacional nas outras temporadas! Peguei um ódio pelo governador! É interessante notar como os inimigos mais perigosos deixam de ser os zumbis e passam a ser os humanos. A série cada vez mais se aprofunda na discussão das relações humanas. Beijos e boa quarta temporada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. marion, é muito boa mesmo. tb adoro a michonne. mas ela me irritou um pouco nessa temporada e um pouco na quarta q já estou vendo. o governador me irritava desde o início. lembram os políticos atuais. os zumbis passam a ser só o motivo para eles ficarem mais isolados. pq realmente a questão principal da série é a relação humana em situações limites.

      Excluir
  3. Pedrita, agradeço por citar meu blog.

    Realmente a série está mais violenta e angustiante, principalmente agora na sétima temporada com a entrada em cena de um personagem extremamente cruel.

    Nas próximas três temporadas você verá várias mudanças no elenco, mas a qualidade continuará em alta. Apenas um pitaco. O personagem de Lennie James voltará a aparecer.

    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hugo, imagina. o q mais me assusta é q falam q as outras são mais violentas e eu já padeci nessa. eu gosto muito dessa mudança constante no elenco, desde q não mexam com os meus preferidos q já sei q vão mexer. mas dá dinamismo. ah, maravilha q o lennie volta. adoro o personagem.

      Excluir
  4. Nunca assisti, mas parece um bom roteiro mesmo.

    ResponderExcluir
  5. Como eu já disse, eu não curto zumbis (ao contrário do meu marido, rsrs)

    Beijoca

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. marly, chega um momento que zumbi é o de menos. quase como um obstáculo a ser ultrapassado. o foco é o confinamento e a convivência forçada com muitas privações entre estranhos.

      Excluir
  6. Só porque vc e Hugo assistem e fazem boas referências, já tentei assisti mas não consigo gostar.
    Nada que tenha mentira demais, me interessa(nem mentiras sinceras me interessam).

    Agora tenho Now, na TV da cozinha e no quarto da Infanta.
    Nosso quarto e da filha continua Sky.
    Depois vc me diz como uso ou consulto esse Now, ok?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. liliane, a questão dos zumbis é estranha mesmo. mas não tão impossível assim. mas o q acaba contanto são as relações e privações entre desconhecidos. ah, te explico sobre o now sim. vc vai amar.

      Excluir
  7. Simplesmente eu adoro essa série, violência e zumbis só nos filmes, rsrs. A sétima temporada está demais!

    Bjinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. andréa, é mais sobre as relações humanos que sobre zumbis.

      Excluir

Bons comentários!