terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Supermax

Assisti Supermax (2016) na TV Globo. Criada por José Alvarenga Jr., Marçal Aquino e Fernando Bonassi. Direção de José Eduardo Belmonte. Eu adoro esse gênero, estava bem ansiosa e curiosa pra assistir. Adorei! É mais um projeto com um misto do que já aconteceu. Não é novo, mas funcionou muito bem, fiquei ligada, aguardava ansiosamente a próxima terça.
A TV Globo inovou também no formato. Passava às terças, mas quem era assinante Globo.com podia ver antes mesmo da estreia todos os episódios. E também conseguia ver um capítulo anterior a data. Mas inovou ainda mais na própria tv aberta. Uma semana antes do último capítulo, promoveu uma maratona na madrugada da sexta. Os sistemas tradicionais de ibope não são bons para avaliar se funcionou, porque em geral é jovem que assiste, mas eu achei a ideia genial.

Eu adoro o elenco e gostei que eles escolheram atores conhecidos com outros nem tanto. Entre os mais conhecidos que adoro estavam Mariana Ximenez, Erom Cordeiro e Cléo Pires. Mas eu gosto muito do Nicolas Trevjano, Rui Ricardo Dias, Ravel Andrade e Mário César Camargo. Gostei muito da atuação do Bruno Belarmino. Que lindas as Maria Clara Spinelli, Fabiana Gugli e Vânia de Brito. Ainda Ademir Emboava e Márcio Fecher.

Começa como se fosse um reality show. Não curti muito o primeiro capítulo e a participação do Pedro Bial, mas o final foi tão legal que até perdoei esse desconforto inicial. Eu preferiria que tivesse mais cara de ficção mesmo. Mas é bom de qualquer jeito. Todos os participantes tem segredos e envolvimentos com crimes. Só vamos sabendo aos poucos. É muito inteligente. Ninguém presta ali. Os personagens são muito complexos, profundos e muito intensos, ótimos para os atores. Spoiler: Começa tudo bem, mas de repente o Bial não aparece mais, não há mais provas e eles começam a ser assombrados por fatores sinistros, bem terror. Há muitas referências a The Walking Dead, o fato de viverem em uma prisão, uma doença que os transforma em monstros que comem outras pessoas, um que arranca a mão da algema, amputação de uma perna. Mas funciona, é bem construído, é inteligente, é tenso. Gostei muito!
O grupo do mal é muito assustador. A história e quem são aparece no final. Muito bem feita a explicação da trama.

Spoiler: Eu me diverti muito quando o Pedro Bial aparece morto no final. Não que eu deseje sua morte, muito pelo contrário, mas foi muito inteligente. No final deu espaço para uma continuação, terá que ser muito inventiva e ter um bom roteiro e elenco, porque a maioria morreu. E eu não sei se foi tão bem assim em ibope, mas eu adorei. Deixou saudades aquela turma maluca.



Beijos,
Pedrita

10 comentários:

  1. Menina, isso tem que ser muito inteligente mesmo para funcionar! rsrs. É que com essa mistureba de gêneros e temas só mesmo um roteirista muito habilidoso para harmonizar tudo, rsrs.

    ResponderExcluir
  2. Olá Pedrita!
    Para tudooooooooooooooooo!
    VC fez a resenha <3 muito amor muito amor!
    Ameeeeeei a série, acho que não foi muito bem de ibope, mas eu morri de amores! Talvez tenha sido prejudicada exatamente por ter sido tão inovadora (já tava mais do que na hora de uma série nacional de terror né???)e alavancou com a maratona pelo acesso rápido ao que aconteceu.
    Assisti um filme uns 4 anos atrás chamado Chernobyl que tem esse plot, só que lá se trata de um grupo em excursão radical que vai parar na cidade fantasma e as coisas se desenvolvem mais ou menos da mesma maneira.Primeiro o mistério, depois pessoas começam a morrer e depois descobrimos que são atacados pela "espécie" contaminada, no caso pela radiação, que está "isolada" no local. Por fim dois sobreviventes chegam ao portão de saída, o exército está lá e os conduz de novo para dentro onde são "entregues" para serem "atacados".
    Voltando a série, eu amei todas as interpretações, como foi conduzido por meio de flash back, a tensão, e fiquei apaixonada pelo Nicolas Trevijano!
    Havia lido um spoiler sobre os três sobreviventes e que só o capitão sobreviveria, até pode parecer óbvio pelo treinamento dele como policial, mas para mim foi uma surpresa o padre tb ter resistido.
    Enfim, não sei se torço por uma segunda temporada, ou se fico feliz por essa ter sido tão redondinha <3
    Bjsss Luli
    Café com Leitura na Rede

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que maravilha luli, achei q só eu tinha visto hahahahahaha. e q bom q como eu gostou. realmente é muito igual a esse filme. mas ficou legal a série. achei bem realizada. realmente não sei se torço por uma segunda. medo de estragar a ótima impressão dessa. amei seu comentário.

      Excluir
  3. Não curto esse tipo de programa. Eu via Masterchef.
    big beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. lulu, somos diferentes. eu não suporto programa de comida.

      Excluir
  4. Que legal Pedrita, se um dia repetir eu vou tentar assistir.
    Nas terças eu fico ligada no Masterchef, adoro!

    Beijinhos ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. andréa, é a sua cara. como disse pra lulu eu não suporto programa de tv de comida.

      Excluir
  5. Respostas
    1. liliane, uma série que passou na globo.

      Excluir

Bons comentários!