sexta-feira, 30 de junho de 2017

Ave, César!

Assisti Ave, César! (2016) dos Irmãos Coen no TelecinePlay. Eu não estava muito animada em ver esse filme, nunca curtia o pouquinho que via em chamadas. Mas o 007 falou que era dos Irmãos Coen que adoro, resolvi ver. Ele também não gostou muito. Tem umas sacadas geniais, típicas dos Irmãos Coen, mas é irregular. Vale muito a pena ver porque é muito inteligente, mas não chega a ser o que de melhor eles fizeram.

Gostei que fala de Hollywood. Desglamouriza o período. Um grande estúdio está gravando Ben Hur, obviamente tem outro nome no filme, mas logo identificamos. Estão no final das filmagens. George Clooney faz o protagonista. Ele não é nada brilhante e apronta muito. Ele é sequestrado e ninguém imagina. Levam-no há uma belíssima casa em uma praia onde roteiristas comunistas querem ganhar mais pelos seus trabalhos. Muito engraçado a dificuldade do protagonista de entender tanta referência literária.

O personagem do Josh Brolin passa o filme tentando apagar os incêndios das produções. Chega a cansar tanta atividade e tanta confusão que ele tem que resolver. São tantos problemas. Uma atriz que engravidou de um ator casado e para não manchar a imagem precisa de uma solução. Ela é interpretada pela bela Scarlett Johansson e atua naqueles filmes na piscina com nado sincronizado. Muito engraçado o grupo que estuda uma solução. E tudo mirabolante para enganar o público tentando salvar a imagem da atriz. Hilárias as duas Tilda Swinton. Elas são gêmeas inimigas, mas tem a mesma profissão. As duas são colunistas. Uma gosta de sensacionalismo, a outra se diz mais sofisticada, mas é tudo mais do mesmo. 

Alden Ehrenreich faz um ator de filmes de cowboy. Um ator de um filme de drama não pode comparecer e escolhem o ator cowboy para substituí-lo, só que ele só sabe fazer filmes de ação, sem falas, é muito engraçado ele tentando interpretar. O diretor é interpretado pelo Ralph Fiennes. É engraçado porque parece que não vai dar certo de jeito nenhum. Depois vão assistir um trecho e com a edição parece que ele é ótimo. Muito inteligente a cena. O elenco incrível continua Frances McDormand, Jonah Hill, Max Batter, Patrick Fischler, Channing Tatum e Christopher Lambert. É enorme e com muitas participações. O narrador é Michael Gambon.

Beijos,
Pedrita

14 comentários:

  1. Eu vejo direto esse filme no Telecine mas nunca parei para assistir kkkkkkkkk

    Beijinhosss ;*
    Blog Resenhas da Pâm

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem? Assisti "Real" no Reserva Cultural. Filmão. Recomendo!!! Acredito que seja a última semana em cartaz. Bjs, Fabio www.tvfabio.zip.net

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fabio, vou ver quando chegar na tv a cabo.

      Excluir
  3. Estava querendo muito ver este filme, pois sou fã dos irmãos Coen. Que pena que não é tão bom quanto eu supunha...

    ResponderExcluir
  4. Também não gostei. Achei as piadas fracas e o ritmo irregular. O filme mais fraco dos irmãos Cohen.

    A melhor sequência é a reunião em que se discute sobre o filme com quatro líderes de religiões diferentes.

    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hugo, verdade, mas o argumento é muito inteligente. não dá pra rir. mas gostei. ah, esse sequência dos religiosos é ótima.

      Excluir
  5. O filme tem um elenco cheio de estrelas.
    Mas, como lhe disse, estou cheia de filmes gravados e não visto.

    ResponderExcluir
  6. Oláááááá Pedrita
    Dos irmãos Coen assisti Bravura Indômita e Onde os fracos não tem vez, esse não conhecia.
    É uma sátira de Hollywood???
    Parece um passeio por sets de filmagens por filmes famosos de época como dramas, westerns e aquáticos!
    Gostei vou anotar aqui para assistir, deve ser divertido e inusitado.
    Bjs Luli
    Café com Leitura na Rede

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. luli, as piadas não são hilárias, mas é muito inteligente. amo esses dois q vc viu. esse é mais leve.

      Excluir
  7. Pedrita,
    Estou igual a Pamela, vejo direto esse filme no Telecine, mas ainda não assisti. Como você indica, claro que não vou perder.
    As vezes deixo os filmes passarem desapercebidos.

    Beijos

    ResponderExcluir

Bons comentários!