segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Michael Kohlaas

Assisti Michael Kohlaas (2013) de Arnaud Des Pallières no Telecine Cult. Faz tempo que vi na programação do Telecine, às vezes confundia com filmes parecidos, até que consegui colocar pra gravar. É um filme francês, inspirado no livro do alemão Heinrich Von Kleist que quero muito ler e foi baseado em uma história verídica. Vi que há o livro em português para comprar.

É um filme dificílimo de ver sobre um homem que sofre uma sucessão de injustiças. Primeiro cobram pedágio para ele passar com cavalos para a sua propriedade. Ele então cede dois dos seus belíssimos cavalos. A parte animal é muito dolorosa. Esses homens maltratam demais os animais, que sem descanso fazem trabalhos pesados. Quando o funcionário de confiança de Michael vai buscar os cavalos e tratá-los, é duramente espancado.

Michael entra então na justiça contra o poderoso barão. O barão é um jovem arrogante, pretensioso e perverso. Não só não aceitam a denúncia, como denigrem a sua imagem, chamando-o de encrenqueiro, mentiroso. Michael era um homem trabalhador, tranquilo e respeitador das leis vigentes na época. Michael quer ia até a princesa para pedir justiça. Sua mulher implora que vá ao lugar dele e volta cruelmente ferida, morrendo logo em seguida.

Michael une um grupo de homens, promete pagá-los e vai atrás de justiça e do barão. O filme tem textos incríveis sobre justiça. É muito impressionante. Quem tem poder pode matar, roubar, que o máximo que é punido, é obrigado a pagar e se retratar. Quem é pobre, paga com a morte. Eu sou muito fã do ator que interpreta Michael, Mads Mikkelsen. Esse ator costuma estar em grandes filmes, já vi grandes filmes com ele. E a interpretação do Michael é muito impressionante. Um homem silencioso, educado. O elenco também tem outros grandes atores: Swann Arlaud, Bruno Ganz, Denis Lavant, Roxane Duran, Sergi López e David Kross. Linda a atriz que faz a filha de Michael e muito talentosa, Mélusine Mayance. Linda também a que faz a mãe, Delphine Chuillot.

Beijos,
Pedrita

14 comentários:

  1. Olá, Pedrita!
    Eu também assisti esse filme. Gostei muito, apesar das injustiças e sofrimentos, é um bom filme.

    Beijinhos, boa semana ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. andréa, é um filme difícil de ver. mas incrível pelos textos complexos.

      Excluir
  2. Olá Pedrita
    Impressionante como textos reflexivos sobre (in)justiça são angustiantes.
    É esplêndido como um grande ator é capaz de interpretar com perfeição usando o silêncio de modo que palavras talvez não conseguissem alcançar o tom!
    Vou anotar na minha lista de filmes para gravar.
    Adorei a resenha.
    Bjs Luli
    Café com Leitura na Rede

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. luli, verdade, porque tudo depende da regra de cada lugar e período. eu sou fascinada por esse ator.

      Excluir
  3. Nunca tinha ouvido falar sobre esse filme.
    big beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. lulu, descobri no telecine cult. volte e meia via as imagens, e ia ver que filme era aí quis ver.

      Excluir
  4. Já vi este filme, mt bom, bjos http://anaherminiapaulino.blog.uol.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. aninha, é mesmo. difícil de ver, mas muito bom.

      Excluir
  5. Vi 2 excelentes filmes com esse ator.
    Vi A caça e um outro que não lembro o nome.
    Esse, não tomei conhecimento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. liliane, eu tb vi filmes incríveis com esse ator. esse é bem pesado.

      Excluir
  6. Eu também adoro esse ator, que é lindo. Um filme intenso, fiquei curiosa. Nos tempos das monarquias a vida de pessoas comuns não valia um vintem! quem acabou com isso foi a REVOLUÇÃO FRANCESA.E depois os comunistas.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fatima, confesso que acho que hj tb vale o mesmo. praticamente nada ou nada mesmo.

      Excluir

Bons comentários!