segunda-feira, 26 de setembro de 2022

A Casa Grande de Romarigães de Aquilino Ribeiro

Terminei de ler A Casa Grande de Romarigães (1957) de Aquilino Ribeiro da Livraria Bertrand. Eu vi uma resenha desse livro no Geocrusoé. Um amigo então comprou em um sebo em Portugal pra mim. É uma edição mais antiga que a que o Geocrusoé leu.

O marcador de livros magnético foi presente de outra amiga e veio da lojinha do Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

Foto da Casa Grande de Romarigães

Na edição que li há um prefácio de Aquilino Ribeiro onde ele conta que quando foram reformar a casa, acharam em uma parede, papéis velhos. O autor pegou esse material e criou a obra com personagens ficcionais. São várias histórias de pessoas que teriam passado pela casa. O vocabulário é muito rico e desconhecido, precisei várias vezes recorrer a um dicionário virtual português.

Trecho de A Casa Grande de Romarigães de Aquilino Ribeiro: "Traziam um nebri e um esmerilhão ensinados na caça de volatareia, mas ainda não houvera ensejo de largá-los. Obra de meia manhã um javali saltara aos alões de uma moita de codessos."

 
Obra A Avó (1856) de António José Patrício

Gostei muito da história da portuguesa que não conseguia engravidar. Ela procurou uma curandeira, como chamamos no Brasil, que deu até conselhos realizáveis. Primeiro ela e o marido deveriam ir em uma procissão e depois namorar embaixo de uma árvore específica. A mulher explica que isso é no caso do problema ser com a mulher. Quando ela então pergunta se for com o homem, a mulher orienta a portuguesa a procurar primos. 
Eu uma das histórias um personagem está indignado com a fuga do rei ao Brasil.
A última história fala do mulherengo Telmo que acaba tendo um envolvimento bem tórrido.

Aquilino Ribeiro é um dos grandes escritores portugueses. Não localizei edições no Brasil. Não sei se já não são mais encontradas, ou se não foi editado por aqui.

Beijos,
Pedrita

20 comentários:

  1. O início de "A Casa Grande...", com a narração pitoresca da criação da floresta, é uma obra-prima e das melhores páginas de toda a literatura portuguesa.
    Em tempo: na Editora Anhambi, de São Paulo, saíu a 2ª edição do romance "Quando os Lobos Uivam" (1959), de Aquilino, dado que a edição original (1958) tinha sido apreendida e proibida em Portugal, nos tempos do salazarismo.
    Cumprimentos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. aps. eu vi em um sebo essa edição da anhambi, mas acho q só tem mesmo no estante virtual e usado.

      Excluir
  2. Boa tarde Pedrita, eu não conhecia. Obrigado pela dica e excelente matéria.

    ResponderExcluir
  3. Engraçado nome de SEBO. Em Portugal o mesmo local denomina-se: Livraria.
    Se gostou é porque é um bom livro.
    .
    Uma semana feliz … cumprimentos poéticos
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sebo em Portugal não se denomina livraria, mas sim alfarrabista.

      Excluir
    2. exato carlos, meu amigo comprou em um alfarrabista em portugal.

      Excluir
  4. Olá, tudo bem? Fui ao Espaço Itaú - Augusta. Assisti O Próximo Passo. O filme francês é ambientado no universo da dança. Balé clássico a dança contemporânea. Na realidade, a reinvenção de nós mesmos diante das dificuldades que a vida apresenta é o mote do filme. Senti a duração de 2 horas. Bjs, Fabio www.blogfabiotv.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Parece ser interessante. O vislumbre da vida na época é o que mais me instiga. A linguagem diferente e talvez um pouco arcaica também é do meu interesse.

    Beijo

    ResponderExcluir
  6. Que incrível, Pedrita. E belas imagenns.

    ResponderExcluir
  7. Aquilino efetivamente usa um vocabulário tão rico e cheio de termos regionalistas que mesmo em Portugal se tem de ir consultando o dicionário para entender determinados pormenores contados nas suas obras.
    Paralelamente as suas obras fornecem grande informação de como eram os viveres difíceis e as tradições nas províncias ao longo do passado e no período da ditadura, tornando por vezes os seus romances duros, mas é um dos escritores mais importantes do século XX neste país e com muitos livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. carlos, eu imaginei q ele usasse palavras antigas, mas não tinha certeza. só com dicionário mesmo. as estruturas escravocratas lembraram muito as do brasil. sim, grande livro.

      Excluir
  8. A Casa Grande de Romarigães é talvez a obra mais importante deste escritor e conta muito da vida em Portugal ao longo de mais de um século e por isso vale também como retrato histórico deste país.

    ResponderExcluir
  9. Que resenha fantástica!
    É uma história (encontrar os papéis dentro da parede) dentro de histórias (de pessoas que passaram pela casa) que se tornam a história do livro ❤
    Fiquei muito curiosa
    Já levo a indicação

    Sua foto linda demais
    Essa toalhinha um encanto ❤

    Bjs Luli

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. luli, fascinante achar papéis dentro da parede. vc vai gostar. ah, q bom q gostou da foto. é linda essa toalha.

      Excluir

Bons comentários!