quarta-feira, 30 de junho de 2021

Dark - 3º Temporada

Assisti a 3º Temporada de Dark de Baran Bo Odar na Netflix. Essa série é incrível. Essa temporada é ótima mas alongada um pouco demais. Cansa bastante o excesso de foco no casalzinho protagonista, em vários mundos, muitos diálogos repetidos de amor, o que não é uma característica da série.

Sim, esse caso de amor é fundamental para a compreensão da trama, mas sim, nós já entendemos desde a primeira temporada esse amor. Eu ficava sempre na dúvida quem era bom ou mal. Sempre achava que Adam (Dietrich Hollinderbaumer) tinha ficado mal e amargo, mas ficava na dúvida se ele tinha feito maldades. Era difícil aceitar que Jonas (Louis Hofmann) tinha se tornado um homem mal.

Eu achava que o início de tudo seria quando Mikkel (Dann Lennard Liebrenz) passasse para o passado e tudo se misturasse. E que consertando esse fato tudo voltaria como era e Jonas nem existiria. A série mostra que o início foi com Tannhaus (Christian Steyer), que após perder a família em um acidente em um dia de chuva depois de uma discussão, ele cria o equipamento que abre portas para outros mundos, sim, são três mundos e não dois como pensávamos.

Quando Claudia (Lisa Kreuser) conta para Adam que na tentativa de consertar o erro, ele embaralhou mais os mundos. Que a única forma é ir na origem, onde tudo começou, com a primeira máquina do tempo. E Adam começa a procurar Jonas jovem e convencê-lo e a desfazer de fato tudo.

É muito triste ver Jonas e Martha (Lisa Vicari) desintegrando. Sim, eles iriam continuar a existir, mas sem suas vidas mexidas, como o tempo faria naturalmente acontecer e ninguém, nem nós, sabemos como seria. Vários outros personagens também teriam histórias diferentes. Todos os quadros de estudos de quem é quem, nos inúmeros passados, presentes e futuros desintegraram, inclusive o meu, nem dava mais para analisar os desmembramentos. 
Todas as postagens da série estão aqui.
O 007 me avisou que eu assisti o último episódio da terceira temporada exatamente um ano depois da estreia e que era exatamente a data do Apocalipse.


Beijos,
Pedrita

4 comentários:

  1. Como eu já disse em outro post, comecei a assistir a esta série e parei. Mas quero voltar - do princípio, inclusive - porque a questão do tempo e das várias possibilidades do 'destino' humano sempre me fascinaram.

    Beijo

    ResponderExcluir

Bons comentários!