domingo, 19 de junho de 2022

The Banishing

Assisti The Banishing (2020) de Christopher Smith no TelecinePlay. Pra variar o Brasil delira nos títulos. Esse chama-se O Ritual e não tem nada a ver. Esse filme é da série "porque sábado é dia de fantasminha". 
Foi uma grata surpresa. Belíssima direção de arte de Celestria Kimmins e fotografia de Sarah Cunningham. A mansão é belíssima, claro, nas gravações internas, muito pode ser cenário, mas dá pra ver que é a mansão é um deslumbre, os ambientes também. E lindos os figurinos. Há uma cena linda de um tango, outras belíssimas ao ar livre, tudo milimétrico e precioso.

O ótimo roteiro é de David Beton, Ray Bogdanovich e Dean Lines. Muito bem coordenado e tem muitas surpresas. Mesmo eu calejada no gênero fiquei muito surpresa com o roteiro. Mãe e filha chegam na mansão. Ela é casada com um religioso, deve ser protestante porque pode casar. Um homem diz pra ela que a mansão faz todos terem desavenças e é o que vai acontecendo. E eles também passam a ouvir vozes e ter visões. O marido foge a todo custo da consumação do casamento. Ela teve a filha de outro homem antes do casamento. Belíssima e talentosa Jessica Brown Findlay. A atriz que faz a personagem chata da filha é  Anya McKenna Bruce. O marido por John Hefernan. Outros do elenco são: John Lynch e Sean Harris

Beijos,
Pedrita

12 comentários:

  1. Esse filme eu passo.
    Bom domingo pra você.
    Big Beijos

    ResponderExcluir
  2. Não sou muito fã desse gênero, como já mencionei. Mas eu adoro filmes de época e acredito que os ambientes captam as energias em volta e as fazem circular, até que mudem (esse deve ser o motivo de a gente não desejar morar em casas em que aconteceram coisas ruins). Então fiquei um pouco interessada, rsrs.

    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. marly, acho q vai gostar, a direção de arte é impecável.

      Excluir
  3. Aaaahhhh eu amoo essa sua denominação de série "porque sábado é dia de fantasminha"
    Tbm escolho filmes de fantasminhas para os sabaditos
    Fiquei curiosa com esse porque é incomum esse cuidado milimétrico com cenários, figurinos, direção, fotografia em filmes do gênero.
    E com bom roteiro!
    Eu sou apaixonada por apresentações de tango. Para além da dramaticidade, gosto mesmo é da musicalidade e arte.
    Já quero assistir.
    Amo suas resenhas ❤

    Bjs Luli

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. luli, não é? sábado é dia de fantasminha hahahaha; exato, filmes do gênero costumam ser mais baratos e mais simples, esse surpreende por ser exatamente ao contrário. a cena de tango é um primor.

      Excluir
  4. Quase não acho filmes no Telecine. Gostaria de assistir.Bj,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. liliane, eu vou em programas de tv. o telecine andou escondido lá embaixo. subiu agora, mas em + canais aparece logo de cara. anda atualizando pouco. mas dá pra voltar pelo controle remoto no canal.

      Excluir
  5. Tenho visto muitos filmes netflix . Lá tb tem boas séries fantasminhas .Fiquei interessada por este . É um tema que curto . Abraços .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. edite, eu estou quase cancelando, tem pouca opção agora. sim, vi vários de fantasminhas lá. tb amo esse gênero.

      Excluir
  6. Desses filmes eu passo longe. bjsssss

    ResponderExcluir

Bons comentários!