segunda-feira, 17 de janeiro de 2022

Pixinguinha - Um Homem Carinhoso

Assisti Pixinguinha - Um Homem Carinhoso (2021) de Denise Saraceni e Alan Fiterman no TelecinePlay. Que filme delicado! Fiquei emocionada! 

Eu não conhecia a história do Pixinguinha (1897-1973). Sempre amei suas composições, mas sua história não e é linda. Danilo Ferreira interpreta o Pixinguinha jovem. O compositor era de uma família de músicos, então logo criança já tocava flauta e participava de grupos  e alguns tocavam no cinema para filme mudo. O pai é interpretado por Milton Gonçalves. Com os 8 Batutas eles foram tocar na França. Ágatha Moreira faz sua amante francesa.

Pixinguinha conhece seu grande amor, Vida, uma corista, com quem casa, interpretada por Taís Araújo. O amor dos dois emociona. No filme mostraram trechos dela cantando e ele sempre pedia pra ela cantar quando vinham visitas. Como a esposa não engravidava, os dois fizeram exames, e Pixinguinha descobriu que não podia ter filhos. Eles acabam adotando um filho branco de uma família que prestava alguns serviços pra ele interpretada por Ana Paula Bouzas. Lindo a relação deles com o filho também que é interpretado por Luan Caruso e Flávio Pardal. Pierre Baitelli interpreta o compositor Radamés Gnatalli. Estão ainda no elenco: Lilian Waleska, Kleber Toledo, Pretinho da Serrinha, Tuca Andrada e Jarbas Homem de Mello. A avó de Pixinguinha o apelidou de Pizindin que significava na terra natal dela um homem bom. Com o tempo foi se transformando em Pixinguinha. 

Pixinguinha era realmente um homem bom. Ajudava sempre os seus amigos. Eles passaram por duas guerras, quando os trabalhos diminuíam, muito desemprego, ele sempre dava um jeito de inventar uma orquestra, um trabalho na rádio, pra empregar os seus amigos em dificuldade. Apesar de todas as instabilidades financeiras da vida de um músico, Pixinguinha conseguiu quitar a casa que compraram onde recebia muitos amigos pra tocar e cantar.


Beijos,
Pedrita

12 comentários:

  1. Uau!!! Também não conhecia bem a história dele! Vou correndo lá assistir ao filme! Obrigada pela partilha minha querida!

    Beijos mil!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. vanessa, eu tb não. em geral até procuro saber, a dele não. mas sempre amei as músicas.

      Excluir
  2. Muito interessante a sua publicação!! .))
    -
    Desenho a marca do teu corpo ausente

    Beijos, e votos de uma feliz terça-feira.

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde. Obrigado pela dica maravilhosa. Um exemplo de artista brasileiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. luiz, sim, entre nossos melhores compositores. genial.

      Excluir
  4. Deve ser bem legal esse filme.

    Big Beijos,
    www.luluonthesky.com

    ResponderExcluir
  5. Também fiquei emocionada é mesmo um filme delicado, sensível e as interpretações inspiradas.

    Bjs Luli
    https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Vou ver. Adoro a música 'Carinhoso', que vivo cantarolando. Acho que o Pixinguinha foi tão bom quanto o Louis Armstrong, rsrs.

    Beijo

    ResponderExcluir

Bons comentários!