segunda-feira, 24 de janeiro de 2022

Senilidade de Italo Svevo

Terminei de ler Senilidade (1898) de Italo Svevo da Editora Nova Fronteira. Comprei em um sebo na Bela Vista que pouco fui. Há uma dedicatória no livro e faltam algumas páginas inicias, as brancas e com os dados. Começa em um texto do autor falando sobre a obra e sobre o título. Ele diz que não entendem porque é Senilidade se fala de pessoas jovens, mas lendo o livro acho que ele quis falar sobre pessoas que em vida ficam senis por amor. Essa avaliação é minha.

O marcador de livros eu ganhei, é fevereiro de um calendário de Roma.

Na foto, o perfume L'Air du Temps de Nina Ricci criado em 1948, após a Segunda Guerra Mundial, para refletir otimismo. Ganhei de presente.


Retrato de Alice Regnault (1880) de Giovanni Boldini

Emilio se apaixona por Angiolina, mas por ela não ter dote ele diz que não assumirá a relação. Mesmo assim ele se acha no direito de ter ciúmes e achar que é enganado. Angiolina é uma mulher belíssima que ama ser idolatrada pelos homens. Mente para ter todos aos seus pés. Tenta garantir casamentos com trabalhadores, mas com o tempo eles sempre rompem os compromissos.


Obra Figura no Campo de Piemonte de Vittorio Buora

Emilio tem uma irmã que se apaixona por outro homem que também foi seduzido por Angiolina. Silenciosa, reservada, sofre muito. 

Beijos,
Pedrita

10 comentários:

  1. Acredito que seja um livro muito interessante de ler..
    .
    Boa semana …Saudações cordiais.
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderExcluir
  2. Não conheço esta obra, mas, por conta da descrição dos relacionamentos, já fiquei interessada, rsrs. Livros desse tipo revelam muito sobre os costumes da época e, geralmente, permitem que a gente veja o quanto as mulheres já foram manipuladas, controladas, exploradas e o escambáu!
    Tem gente que vê os séculos XVIII, XIX e até meados do século XX como épocas românticas. Essa impressão, porém, não resiste a uma análise mais profunda.
    A coisa só começou a mudar com o início das tomadas de posição pelas mulheres (feminismo).
    Gosto de um bom perfume, embora já não os compre porque estão custando os olhos da cara. Mas continuo os ganhando e os meus preferidos são o Trèsor (Lancôme) e o Cabochard.

    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. marly, é bem interessante. nesse livro o interessante é que a angiolina manipula, mas fiquei com muito medo do futuro dela já que não tem recursos. esse perfume eu ganhei. eu uso mais cremes perfumados já q foi bastante a teatro e é gente demais perfumada, prefiro algo mais suave.

      Excluir
  3. Conheço o nome do autor, mas nunca li nada dele.
    Isto de dinheiro e amor é mesmo complicado quando se misturam

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. carlos, achei que já tinha lido o autor. no seu blog realmente não achei ele por lá. sim, ainda mais antigamente quando a mulher não tinha dote. atualmente é perigoso quem tem dinheiro ser enganada afetivamente por algum oportunista.

      Excluir
  4. Saudades de ir em um sebo catar um livro e ler!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pandora, nossa, faz tempo q eu não vou. no fim do ano comprei alguns em um sebo pelo estante virtual.

      Excluir
  5. Fiquei curiosa com esse livro.
    Não conhecia.
    Parece bem interessante.
    Gosto dessas tramas intrincadas nas quais personagens se cruzam e a gente fica imaginando como teria sido o futuro deles.

    Bjs Luli
    https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Bons comentários!