sexta-feira, 11 de junho de 2021

Mare os Easttown

Assisti a série Mare of Easttown (2021) de Brad Ingelsby na HBO Go. Essa série vem sendo muito elogiada mas eu demorei um pouco a começar a ver. Sim, é bem pesada, não é fácil, mas é incrível. É a Kate Winslet, que interpretação. Ela está bem envolvida no projeto e em outros segmentos de realização.

Kate Winslet interpreta uma policial de uma cidade pequena. Ela é tão envolvida e necessária, que alguns moradores ligam diretamente no celular quando precisam da polícia. Mas ela é muito atacada por uma moradora (Enid Graham) porque ela não desvendou o desaparecimento de sua filha (Caitlin Houlahan).
Infelizmente uma jovem (Cailee Spaeny) aparece morta. Com o fracasso da investigação anterior, enviam um jovem policial (Evan Peters) para trabalhar com a equipe local. A série fala muito de relações familiares, de várias famílias disfuncionais, de drogas, é um roteiro muito bem coordenado e profundo. Todos são imperfeitos.

Ficamos exaustos vendo a protagonista, ela não tem descanso profissional nem familiar. Por ser muito fechada, acaba sendo constantemente ofendida, deixada de lado. Seu ex-marido (David Denman) é comunicativo, todos gostam, e até a mãe dela (Jean Smart) é mais próxima do ex do que da filha.

Vamos sabendo aos poucos que a família da protagonista abalou-se depois do suicídio do filho (Cody Kostro) Ela tem outra filha interpretada pela talentosa e linda Angourie Rice. E ela tem um neto, Izzy King


Beijos,
Pedrita

10 comentários:

  1. Achei a série sensacional e até estou com um pouquinho de abstinência
    Kate arrasou. Li uma entrevista em que ela diz que está com saudades da Mare rsrs
    O que mais me encantou é que apesar de praticante todos os personagens em algum momento parecerem suspeitos do assassinato só comecei a desconfiar na metade e até o final não conseguia dizer com absoluta certeza quem era. (Suspeitei do cara talvez por ele já ter tido um caso com outra mulher antes, mas cheguei pensar na esposa dele).
    Outra coisa bacana é que todos eram bem reais com fofurice ou seja ninguém era perfeito.
    A reconciliação com a amiga foi emocionante: até que ponto somos capazes de ir para proteger quem amamos???
    Como as crianças são diretamente afetadas pelo comportamento dos adultos?
    O "segredo" do detetive que fica encarregado do caso me deixou tipo: como assim???????? Esse não é o cara que desvendou o super mistério da outra cidade?
    E o final me deixou ao mesmo tempo com o coração apertado e quentinho com ela indo ao porão ❤
    Amei a série ❤

    Bjs Luli
    https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. luli, eba, vc tb viu. eu tb fiquei bem impactada e com abstinência. sim, é bem surpreendente o desfecho. a mare é uma personagem muito rica, cheia de camadas. a introspecção dela chega a incomodar, pq pelo jeito dela muitos a leem errado. sim, todos tem muitos erros. o ex-marido dela é o q mais irrita. todos o acham perfeito, o que não é de fato. eu não consegui compreender a reconciliação. mas como disse, a mare é complexa, é capaz de gestos q vários bonzinhos da trama não são. não é? famílias disfuncionais desestruturam os jovens e adultos. fiquei chocada com o segredo do policial q "desvendou" o caso em outra cidade. sim, é bem forte a ida dela ao sotão. tb amei. muito forte e realista.

      Excluir
  2. Tb pretendo conferir ainda.

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Oi Pedrita, eu não tinha ouvido falar da série ainda. Mas só em ter Kate Winslet já fiquei com vontade de assistir. Quero ver a segunda temporada de Lupin e alguns filmes na lista. Aí vou encarar essa série.
    Muito obrigada pela dica.
    beijos
    CHris


    Inventando com a Mamãe / Instagram  / Facebook / Pinterest

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. chris, é ótima. kate está maravilhosa, q personagem complexo. comecei a ver a segunda temporada de lupin, q forte.

      Excluir
  4. Assisti também e gostei. As razões de eu ter gostado são as seguintes:
    - Eu havia visto a Kate Winslet dizer (nas chamadas) que a personagem dela era uma mulher muito real e sem grandes preocupações com a aparência e nem com a opinião dos outros.
    - Já no primeiro episódio eu vi que a tal Mare Sheehan era também uma mulher às voltas com uma boa dose de provações e desafios.
    - E é uma série policial!

    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. marly, bem bacana que várias blogueiras tb viram. sim, a mare é uma personagem complexa como todos nós e com uma vida difícil de ser administrada. sim, a parte policial tb é muito bem realizada e igualmente profunda.

      Excluir

Bons comentários!